Câmara de Jovens Empresários promove palestra sobre Negócios Disruptivos

Na noite de segunda-feira, 21 de maio, a Câmara de Jovens Empresários da Fecomércio/SE (Camaje) tratou sobre inovação ao promover a palestra “Modelo de Negócios Disruptivos – Quebrando Paradigmas”, já apresentada em nove países de quatro continentes. A palestra aconteceu no auditório do Sebrae/SE e reuniu empresários de diversos segmentos.

Negócios disruptivos são produtos ou serviços que criam novos mercados e desestabilizam os concorrentes que antes lideravam. São, geralmente, mais simples, mais baratos do que os que já existem e conseguem atender a um público que antes não tinha acesso ao mercado.

Negócios disruptivos costumam surgir da combinação entre o pensamento empreendedor e o acesso à informação. “Tem de tudo, não tem só uma empresa ou outra, de um segmento ou outro. A gente consegue falar de robótica, inteligência artificial, indústria 4.0. Mas, especialmente, a essência das mudanças, a equação por trás de tudo é uma só: as pessoas estão tendo cada vez mais acesso à informação quase absoluta. E, principalmente, a cabeça das pessoas mudou. Elas olham e pensam: eu posso mudar isso aqui, eu posso fazer diferente, posso empreender. E por isso esse boom do empreendedorismo. Tem muita gente fazendo besteira, fazendo nada relevante, mas muita gente fazendo coisa muito interessante. A informação, aliada a uma maneira empreendedora de pensar, é uma força poderosíssima de mudança e é o que estamos vendo acontecer agora”, disse o palestrante Luiz.

“A gente está em uma era exponencial. As coisas mudam e crescem a todo o instante, e isso nos coloca em um desafio maior, que é o de conseguir acompanhar essas ondas cada vez mais fortes, uma atrás da outra. Então, nessa conversa, eu apresento uma conjuntura, o que aconteceu para que esse movimento de mudança seja tão intenso, e falo, sobretudo, das oportunidades. Muita gente olha apenas os riscos, mas se tem tanta coisa sendo quebrada, você pode ser o que quebra o que é quebrado. É uma questão de escolha”, declarou o palestrante.

Para Dilermando Jr., coordenador da Camaje, o empresariado precisa ter um olhar para a inovação, sempre atento às mudanças, às necessidades do mercado e ao que fazem os concorrentes. “Vários negócios que existem hoje, não quer dizer que continuarão a ser no futuro. Às vezes é preciso que haja uma desconstrução daquele negócio para reconstruí-lo através da inovação, fazendo com que essas empresas que já existem e as que vão ser criadas sejam inovadoras, tenham um trabalho melhor construído para sua permanência no mercado. Uma empresa líder em seu segmento pode perder uma grande fatia do mercado ou até mesmo fechar as portas se seu concorrente tiver uma ideia inovadora, a exemplo do Airbnb e o Uber, que saíram na frente e hoje são líderes mundiais”, disse o coordenador.

Camaje

Instalada pela Fecomércio/SE em janeiro deste ano, a Câmara de Jovens Empresários chegou em um momento de expansão das atividades de estímulo à formação de empresários iniciantes no mundo dos negócios.

“O futuro de nossa economia, da vida empresarial, da geração de emprego e renda para nossa população está nas mãos dos jovens empreendedores. Para entender melhor o mercado e facilitar sua integração na vida empresarial, criamos a Câmara dos Jovens Empresários, pois isso se alia com a vontade de vencer, à coragem e determinação desses garotos que serão o futuro da vida empresarial sergipana. Os nossos jovens estão prontos para conquistar o mundo dos negócios com o seu talento e suas ideias”, disse Laércio Oliveira, presidente da Fecomércio/SE.

Em poucos meses de atuação, a Camaje já teve algumas realizações destacáveis. “A intenção é trazer conteúdo para o jovem empresário através de capacitações e atividades que possam fomentar o meio empresarial. Recentemente tivemos uma reunião com a superintendência do Banco do Nordeste, onde traçamos sugestões para melhorar o fornecimento de crédito para o pequeno e médio empresário. Existem alguns obstáculos que travam esse processo, então elaboramos um ofício que será levado à central do BNB, em Fortaleza, para que a gente consiga uma facilidade maior na concessão desse crédito chamado FNE e que tanto ajuda o empresariado sergipano”, disse Dilermando.

 

CAMAJE - Luiz Candreva

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe

Endereço: Edf. José Raimundo dos Santos - Rua Dom José Thomaz, 235 - 4º Andar - São José, Aracaju - SE, 49015-090

Fecomércio | Sesc | Senac
CNPJ: 13.040.811/0001-68
Política de Privacidade
Copyright © 2021. Todos os Direitos Reservados