Em reunião com Laércio Oliveira, novo secretário da Fazenda traça panorama da situação econômica do Estado

Nesta segunda-feira, 28 de maio, Laércio Oliveira, presidente da Fecomércio/SE, juntamente com representantes das entidades do comércio, recebeu o recém-empossado secretário de Estado da Fazenda, Ademario Alves, para um café-da-manhã na sede da instituição. Durante a reunião, o novo gestor público traçou um panorama da situação econômica de Sergipe, apresentou os desafios e as medidas que já estão sendo tomadas para sanar os problemas.

Para ajustar as finanças do Estado, que apresentam, hoje, um déficit de R$600 milhões/ano, o secretário apresentou um pacote de ações que contemplam a racionalização das despesas de custeio, a criação de novas receitas, a intensificação da cobrança dos maiores devedores do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a potencial geração de novos impostos, um programa de auxílio de combate à pobreza extrema, dentre outras metas e ações para melhorar a economia e a geração de empregos.

“O diagnóstico está em fase final e nós entendemos que a situação é complexa e desafiadora, porém estamos identificando e já implementando as possíveis soluções, e esperamos que isso surta efeito a curto prazo. E que os fornecedores, funcionários, a população e todos os agentes econômicos possam sentir essa estabilização e os benefícios da nova gestão”, disse.

“O maior problema são as despesas correntes. O Estado tem despesas constitucionais, carimbadas, que não permitem margem de reduções ou postergações, ou seja, que precisam ser cumpridas. E, por sua vez, a receita atual não é suficiente para cobrir. O caminho é fazer ajustes nesses gastos e melhorar a gestão para melhorar a receita, consequentemente”, explicou Ademario.

Laércio Oliveira se mostrou apreensivo com a situação financeira do Estado apresentada pelo secretário, mas confiante com a recuperação. “Sergipe precisa fazer um novo desenho da sua economia, tentar encontrar os pontos de crescimento e temos potencial para isso. A Fecomércio é representada por diversos setores da economia, que estão sofrendo muito com toda essa crise. Nós queremos abrir um diálogo proativo com o Estado, através da secretaria da Fazenda, e certamente isso trará um ganho para todos. Queremos ser parte ativa da reconstrução do nosso Estado com propostas positivas”, disse.

Laércio e os membros do encontro participaram ativamente da conversa com dúvidas e sugestões. “As medidas que o secretário apresentou são muito acertadas e a Fecomércio quer incrementar essas ações com ideias que promovam mais desenvolvimento, geração de emprego e renda para o Sergipe. Caminhos existem e estamos imbuídos desse propósito”, declarou o presidente.

Sobre o secretário

Empossado no mês de abril, o secretário de Estado da Fazenda, Ademario Alves de Jesus, nasceu em Carira no dia 7 de março de 1983, e é funcionário de carreira do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), onde atuou em diversas agências e áreas, com passagens pela área de Microfinanças Urbanas (CrediAmigo) para o Estado de Pernambuco. Antes de assumir a secretaria, ocupava a função de gerente geral de agência.

Ademario Alves de Jesus é graduado em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo – pela Universidade Tiradentes (Unit), possui MBA em Marketing Executivo pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (Fanese), MBA em Gestão Bancária pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Mestrado em Gestão Empresarial – com ênfase em Desenvolvimento Econômico –, pela Faculdade Boa Viagem (FBV), tendo ainda formação complementar em Administração pela Fundação Dom Cabral e Finanças Corporativas pelo Grupo IBMEC.

image_pdfimage_print