Patrões e comerciários realizam mais uma rodada de negociação


Publicado em : 14/05/2013 | por Carlos Fiel | Agência Comércio | Atualizado em: 02/02/2016


ConvencaoColetiva2013Empresários e comerciários sergipanos realizaram na tarde de hoje (15/05), na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (STRE), em Aracaju, a segunda rodada de negociação, a fim de discutir assuntos relativos à Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014. Aberta a rodada, o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), Abel Gomes da Rocha Filho, representante patronal, apresentou a contraproposta escrita das entidades representativas da categoria econômica.

Na oportunidade, foram entregues cópias da contraproposta ao presidente da Federação dos Empregados no Comércio de Sergipe (Fecomse), Ronildo Torres Almeida e ao mediador da SRTE, Nilson Barreto Socorro. Na sequência, Ronildo Almeida solicitou a suspensão temporária da rodada, com agendamento de um novo encontro, para que os trabalhadores pudessem analisar e oportunamente se manifestar sobre a resposta patronal. Em acordo com os presentes, foi marcada nova rodada para as 15 horas, do dia 22 de abril, no mesmo local.

De acordo com Abel Gomes, na contraproposta dirigida aos comerciários, extensiva também aos trabalhadores em Supermercados, que este ano preferiram negociar em separado, mas a oferta é a mesma dos comerciários, a categoria patronal pede a volta do banco de horas, sendo que as folgas compensatórias dar-se-ão nos dias úteis. Para tanto, os empregadores se obrigam a comunicar por escrito e com antecedência de 72 horas a seus trabalhadores, a compensação da folga.

Com relação ao piso salarial de ingresso da categoria, a partir de 1º de maio de 2013 até 30 de abril de 2014, este não poderá ser inferior a R$ 714,00, para o trabalhador não especializado e R$ 736,00, para os empregados que exerçam as demais funções. Para os trabalhadores que ganham acima do piso salarial da categoria, os salários serão reajustados em 7,16%. No tocante ao trabalho dos empregados nos feriados, a proposta patronal pede a abertura do comércio em 30 de maio (Corpus Christi), 7 de setembro, 12 de outubro, 2 de novembro, 15 de novembro, 8 de dezembro, 17 de março e 21 de abril.

image_pdfimage_print
Tags: , , ,
Autor : Carlos Fiel | Agência Comércio
Categorias : Notícias