Brasileiros pagarão R$ 2 trilhões em impostos até o final do ano

Para mostrar à população os resultados da alta carga tributária aplicada no Brasil, que resulta em um alto volume de arrecadação de impostos municipais, estaduais e federais, as entidades representativas da classe empresarial se uniram à Faculdade Maurício de Nassau, para alertar aos contribuintes do histórico valor de R$ 2 trilhões que serão arrecadados em impostos pagos pelo povo, em uma manifestação realizada em frente ao “Impostômetro”, localizado na frente da Faculdade Maurício de Nassau, no bairro Coroa do Meio, em Aracaju.

Cerca de 50 pessoas, entre empresários, representantes de entidades empresariais, professores e alunos, fizeram uma panfletagem apresentando aos motoristas que transitavam pela avenida Delmiro Gouveia, a carga tributária cobrada sobre os produtos de consumo. A ação contou com a presença da Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio-SE), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), entre outras participantes.

De acordo com o superintendente da Fecomércio, Alexandre Wendel, a carga tributária aplicada nos produtos brasileiros é o grande vilão que provoca os altos preços pagos pelos consumidores.

impostometrodest

DSC_0919

????????????????????????????????????

“A carga tributária cobrada dos produtos vendidos no Brasil é muito grande. Mais de 50% do que pagamos por um litro de gasolina, por exemplo, é só imposto. O setor produtivo poderia ser mais fortalecido, se não tivéssemos que pagar tanto para poder produzir. Os produtos que compramos são caros, por causa dos altos impostos cobrados da população. Se os impostos retornassem em forma de serviços para o contribuinte, ainda valeria a pena. Entretanto, não vemos a aplicação correta dos recursos”, destacou o superintendente.

Segundo o professor Wagner Soares, diretor da Faculdade Maurício de Nassau em Sergipe, a iniciativa de mostrar à população o quanto os brasileiros pagam em impostos, serve para conscientizar aos consumidores, na intenção de atentar para o quanto que é arrecadado ao longo do ano.

“Mostrar ao povo o que se arrecada é importante, para que o consumidor tenha transparência com o que paga. Muitos dos produtos consumidos são caros, devido ao alto índice de impostos que pagamos. A Faculdade Maurício de Nassau trouxe o impostômetro para Sergipe, com a intenção de deixar claro o quanto que pagamos todos os anos em impostos. Este ano fecharemos dois trilhões de reais. É muito dinheiro arrecadado para pouco retorno apresentado para a sociedade”, comentou Wagner Soares.

O astronômico número de R$ 2 trilhões de impostos arrecadados pelos governos municipal, estadual e federal, será alcançado, no próximo final de semana. Se investido em moradia popular, o montante arrecadado em impostos poderia pagar mais de 57 milhões de casas populares para programas de habitação.