Natal Iluminado também acontecerá na Orla de Atalaia

 

Na manhã de terça-feira (06), foi discutida a ação dos agentes do trade turístico sergipano para o Natal Iluminado 2018, iniciativa que irá promover a iluminação de ambientes da cidade, criando um cartão postal no Centro de Aracaju, ação comandada pela Fecomércio e na Orla da Atalaia, capitaneada pelo trade turístico sergipano.

O Natal Iluminado foi apresentado pelo superintendente da Fecomércio Maurício Gonçalves, que mostrou o projeto de iluminação desenvolvido pela empresa contratada pela Fecomércio, a Lumibrasil, que será aplicado na praça Fausto Cardoso e Calçadão da João Pessoa, numa parceria com a Prefeitura de Aracaju e o apoio da Celse e Energisa. O projeto que contempla investimentos de mais de 550 mil reais foi mostrado pelo superintendente para os representantes da ABIH, Abrasel, Aracaju Convention Bureau, ABAV, Semict, Infraero e Prefeitura Municipal de São Cristóvão.

Na reunião, os representantes do trade, na pessoa da coordenadora interina da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio, Daniela Mesquita, informaram que também realizarão o projeto com o mesmo nome, aplicado na Orla de Atalaia. A ação acontecerá de forma simultânea com a do Centro de Aracaju, até o dia 06 de janeiro. A decoração da Orla será feita na avenida Santos Dumont, em seus postes e árvores. Além de uma árvore de natal flutuante que ficará nos lagos da Orla. A iniciativa soma esforços com o projeto da Fecomércio, dando mais brilho para a cidade no período natalino, tendo seus dois pontos mais importantes de frequência de turistas e visitantes preenchidos com a temática natalina.

O superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, comemorou a ação e destacou que a ação dos empresários do turismo vem para valorar de forma potencial o turismo no estado.

“Temos nossa ação que já está em seu segundo ano, com uma iluminação especial decorativa que se estenderá da praça Fausto Cardoso, pelo Centro Comercial de Aracaju, criando um novo cartão postal na cidade, durante o período natalino. A somação de forças com essa ação do trade turístico do estado, que irá iluminar a Orla de Atalaia, trará resultados muito positivos para nossa hotelaria, setor de empreendimentos turísticos e para o comércio de nosso estado. Com ações dessa monta, todos ganham na sua visibilidade, frequência de visitantes e aumento do potencial turístico de Sergipe, pois o turista que vem para nosso estado, também conhece destinos no interior do estado. Esse é o tipo de ação que é produtiva e positiva”, disse Maurício.

Na reunião da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio, os representantes da Prefeitura de São Cristóvão, Paola Santana, secretária de Governo da cidade, e Allan Alberto, consultor de Turismo, mostraram as ações do município para fazer a cidade de São Cristóvão se reerguer como destino no estado. A prefeitura tem buscado a captação de recursos para investir no desenvolvimento do turismo da cidade, com ações planejadas que resultem em potencialização da quarta cidade mais antiga do Brasil e Patrimônio da Humanidade reconhecida pela Unesco, valorizando o turismo cultural e histórico. Além da ampliação do Festival de Arte de São Cristóvão, evento que atrai turistas de todo o Brasil para sua vasta programação cultural.

O superintendente da Infraero em Sergipe, Wanderson Silva, deu informações sobre investimentos que serão feitos no Aeroporto de Aracaju, com a perspectiva de 84 milhões de reais em obras. Silva também destacou que a Infraero está sendo consultada por empresas aéreas que desejam ampliar sua oferta de voos para a capital sergipana, com vistas nos trajetos noturnos, devido à localização do aeroporto de Aracaju. Segundo ele, no período de verão, correspondente até o mês de março, deverá haver uma elevação de 10% no fluxo de desembarques na cidade.

 




Câmara de Turismo realiza reunião com apresentações importantes para o setor em Sergipe

A primeira reunião da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio foi realizada com a presença de agentes importantes para o desenvolvimento do setor no estado. A reunião contou com a participação da economista da Fecomércio, Sudanês Pereira, que apresentou para os participantes números indicativos do turismo no estado, como a quantidade de estabelecimentos de hospedagem no estado, além de unidades habitacionais e leitos disponíveis no mercado sergipano, bem como o número de empregos formais gerados pelas empresas registradas pelo setor em suas atividades. Os dados apresentados foram baseados na Pesquisa de Serviços de Hospedagem do ano de 2016, realizada pelo IBGE.

A economista detalhou que atualmente, segundo a pesquisa, existem 282 estabelecimentos de hospedagem em Sergipe, divididos entre hotéis, pousadas e outros estabelecimentos. Destacando que o maior número 48% dos estabelecimentos, é composto por pousadas na capital e interior do estado. O total de unidades habitacionais é de 9.340, com 21.791 leitos disponíveis para hospedagem no estado. O número coloca Sergipe com uma média de 33 unidades habitacionais por estabelecimento de hospedagem e hotelaria, o que lhe alça à condição de estado com a melhor média de unidades do Nordeste. Superando, inclusive, a média nacional, que é de 32 quartos por empreendimento.

Também foi feita a apresentação do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI), pelo procurador do Estado, Pedro Dias. O plano cria a governança interfederativa da região metropolitana, com a participação dos municípios componentes da área, Aracaju, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão, com a participação do Governo do Estado. O projeto dará maior autonomia para a região administrar os interesses comuns, como transporte coletivo, ordenação de ocupação, licenciamento misto (para atividades residenciais e comerciais simultâneas na mesma área), com a otimização do desenvolvimento urbano sob a ótica da população pedestre.

Laércio Oliveira, presidente da Fecomércio, valorizou a iniciativa da reunião em mostrar dados importantes sobre o setor do turismo no estado, e comentou sobre o Plano de Desenvolvimento Integrado da região metropolitana.

“Ter dados como esses para entender melhor o funcionamento do turismo em nosso estado é de fundamental importância para encontrarmos os caminhos para fazer o setor avançar e crescer cada dia mais. Afinal, é um setor que gera quase 15 mil empregos no estado. Os números apresentados pela nossa economista ajudam a clarear mais nossas ideias e identificar os pontos em que devemos trabalhar com mais afinco. Trabalho esse que o Plano de Desenvolvimento da metrópole ajudará sobremaneira a ser exitoso. A exemplo do desenvolvimento sustentável e ordenado que o plano tem como finalidade, como a prevalência do interesse comum das cidades sobre os locais. Os bairros da região metropolitana podem se tornar pontos turísticos importantes, principalmente se aliarmos o comércio com as áreas residenciais, como é feito em São Paulo, a cidade que mais cresce nesse segmento no país. Explorar nossas regiões de forma consciente e organizada trará muito mais benefícios para o turismo em Sergipe”, comentou Laércio.

Também foi feita a apresentação do Observatório de Sergipe, ferramenta criada pelo Governo do Estado, com indicadores variados sobre diversas atividades econômicas. Promovendo o acesso rápido e fácil para o acolhimento do público, com uma linguagem simplificada e dando melhor compreensão para o leitor dos periódicos e pesquisas. O Observatório de Sergipe está vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), como parte do plano de desenvolvimento regional do estado.

A coordenadora da Câmara Empresarial de Turismo, Cacilda Aragão destacou a participação dos agentes como importante para promover mais esclarecimentos sobre as atividades do turismo no estado.

“Ter essas apresentações foi muito importante para que entendamos melhor o cenário econômico de nosso setor e poder ajudar a planejar as ações do turismo em Sergipe, bem como ajudar a melhorar as ações que estão em andamento com essa finalidade”, disse Cacilda.

 




Fecomércio realiza Planejamento Estratégico com Trade Turístico sergipano

Fomentar o desenvolvimento do turismo em Sergipe, com vistas para o crescimento mútuo e em progressão geométrica da receita dos empreendimentos turísticos, arrecadação de tributos e fortalecimento da cadeia produtiva do turismo sergipano diante do cenário nacional. Estes foram os principais motes do Planejamento Estratégico do Turismo Sergipano, desenvolvido pela Câmara Empresarial de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio), entidades representativas de classe empresariais do turismo, Estado, Município de Aracaju e empresários do setor do turismo em Sergipe.

O Planejamento Estratégico contou com a participação da consultora da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Márcia Alves, que coordenou os trabalhos e discussões acerca do tema. Alves realizou apresentações de mecanismos para serem colocados em prática, com a finalidade de dar uma amplitude no turismo sergipano, com base em informações do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade, apresentando uma projeção do crescimento do turismo brasileiro até o ano de 2030. Além disso, estimulou a discussão interna entre os participantes, para identificação dos problemas do turismo local e propositura de soluções criativas e modernas para o mercado que se atualiza a cada dia.

A cadeia produtiva do Turismo é composta por 52 atividades comerciais e de prestação de serviços que perfazem os ramos de alimentação, hospedagem, transporte, comercialização, serviços específicos, além de outras atividades, que preenchem o setor da economia que mais cresce no Brasil. As discussões formaram proposituras para que Sergipe aproveite melhor sua condição de alta capacidade de recursos naturais para exploração turística, para ampliar a participação do estado como destino no roteiro turístico nacional.

O superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, participou do evento e valorizou a iniciativa da Fecomércio em ajudar o trade turístico a buscar as soluções para os problemas do turismo de Sergipe e buscar o seu desenvolvimento.

“Essa é uma iniciativa que nunca foi realizada no estado. Estamos todos, agentes privados e públicos, participando de um treinamento que nos qualifica mais para discutirmos o turismo. Daqui saíram boas ideias que colocaremos em prática de maneira imediata para fortalecer a cadeia produtiva. Sergipe é um estado que tem grande potencial turístico e agora vamos trabalhar todos em conjunto, para ocupar nosso lugar no mapa dos grandes roteiros do turismo nacional”, destacou.

O secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju, Jorge Santana, participou da ação e lembrou a importância do planejamento como ferramenta para o fortalecimento dos negócios e criação de oportunidades. “A palavra-chave para o sucesso de qualquer negócio é planejamento. No momento em que nosso empresariado puxa para si a alavanca do seu empreendimento e desenvolve estudos para melhorar e se inserir neste mundo competitivo e globalizado, a gente pode ver que bons ventos soprarão, em breve, no ambiente do turismo sergipano”, disse.

O presidente do Aracaju Convention & Visitors Bureau, Luiz Simões, comentou a importância do planejamento do turismo do estado.

“Estamos pensando o turismo como um todo, não apenas como política, nem como questão empresarial. O turismo sergipano tem muito a oferecer para todo o Brasil e é isso que precisamos destacar. Vamos buscar em conjunto, as novas oportunidades para ampliarmos nossa recepção de turistas e mostrar o que o destino Sergipe tem a oferecer para todo o Brasil”, afirmou Luiz Simões.




Governo anuncia para Câmara de Turismo reforma do Centro de Convenções

Na reunião da Câmara Empresarial de Turismo, idealizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio), o secretário de Estado do Turismo e Esporte, Adilson Júnior, informou que a reforma do Centro de Convenções de Sergipe será realizada neste ano, para os componentes da equipe de planejamento estratégico do Trade Turístico sergipano.

Adílson destacou que os investimentos para a reforma do CIC já estão orçados e serão feitos no total de R$ 32 milhões, que contemplarão a melhoria física, estrutural e ampliação da capacidade de atendimento do maior espaço de eventos do estado. O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, comemorou a iniciativa do Governo de Sergipe em fazer a reforma do CIC.

“Esta era uma ação muito aguardada pela classe empresarial e realizadora de eventos de Sergipe. Agora, nós teremos um Centro de Convenções mais moderno e com ampla capacidade de receber eventos de porte ainda maior que o atual. A reforma do CIC é uma iniciativa importante para fortalecer o desenvolvimento do estado como um todo, pois no CIC são realizados os grandes eventos de negócios do estado e a reforma é um marco para a classe empresarial”, destacou o presidente.

Na reunião da Câmara de Turismo, também foram discutidas novas ações a serem realizadas pelo Trade Turístico sergipano. Os participantes avaliaram como positiva a ação inicial realizada pelas nove entidades componentes da Câmara em fazer a divulgação dos roteiros turísticos sergipanos nos estados vizinhos, com ênfase na captação de turistas para Sergipe.

Também foi apresentado o aplicativo “Descubra Sergipe” que está em fase de desenvolvimento por parte da equipe técnica da Fecomércio, em parceria com outras entidades. O sistema será distribuído em multiplataforma, para dispositivos móveis que utilizem os sistemas iOS, Android e Windows Phone, facilitando assim, o acesso de informações sobre hotéis, pousadas, bares, restaurantes, ofertas de centros de compras de artesanato e outros produtos, além de horários de voos e linhas de ônibus que possibilitem a chegada dos turistas a Sergipe.

“Parabenizo a Fecomércio por retomar as atividades da Câmara de Turismo em Sergipe. São iniciativas como essa que nos fazem acreditar que Sergipe está seguindo o rumo certo para o fortalecimento do Turismo e desenvolvimento das ações que resultem na ampliação dos negócios envolvendo Sergipe”, valorizou o secretário de Estado do Turismo.

De acordo com Daniela Mesquita, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Hotéis em Sergipe (ABIH), a divulgação do potencial turístico de Sergipe nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia foi o primeiro passo para colocar o estado para figurar entre os destinos turísticos mais visitados do Brasil.

“Estamos no rumo certo, agora é hora de trabalharmos para colocar Sergipe entre os dez destinos mais visitados do Brasil”, disse Daniela.

Também foi realizada a eleição do coordenador e vice da Câmara Empresarial de Turismo. Os empresários Aílton Santos e Manoel Lisboa foram escolhidos pelos membros como os representantes da classe.

Aílton Santos alertou para principal problema enfrentado pelo turismo sergipano na atualidade, a alta tarifa das linhas aéreas para Aracaju. De acordo com o coordenador, Aracaju é um destino caro para as operadoras de turismo, por ter passagens com preço elevado nas companhias aéreas.

“Sergipe tem um grande potencial, mas esbarra nos altos valores cobrados pelos voos para cá. Temos que buscar os meios competitivos para diminuir os preços e atrair mais turistas do sul, sudeste e norte do país para aproveitar o que Sergipe tem para oferecer”, afirmou Aílton.

O presidente da Fecomércio disse que o trabalho para facilitar o acesso do turista para Sergipe será realizado pelo Trade Turístico. “Vamos estreitar as ações com os empresários do turismo, para que possamos aumentar o fluxo de turistas em nosso estado. Assim, vamos conseguir fomentar os negócios do Turismo em Sergipe e nós, enquanto federação possamos atuar em defesa dos setores ligados à recepção de pessoas em nosso estado. Vamos continuar dando o nosso melhor para fortalecer o turismo de Sergipe”, disse Laércio Oliveira.




Sergipe terá Câmara Empresarial de Turismo ainda este ano

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio) recebeu no dia 7 de outubro, a visita da assessora da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Márcia Cristina Alves, que veio tratar da instalação de uma Câmara Empresarial de Turismo em Sergipe. Na conversa mantida com o presidente da Fecomércio, Abel Gomes da Rocha Filho, a visitante mostrou a importância que uma câmara tem, a fim de congregar todas as entidades do trade turístico, para trabalhar a melhoria do turismo no Estado.

CAB_4044

No decorrer da reunião, ficou definido que seria feito um levantamento de todas as entidades que podem participar da câmara, por ramo de atividade, para posteriormente ser definido quem será o seu coordenador. Segundo Márcia Cristina, a escolha tem que recair em um nome que tenha bom trânsito em todas as entidades do trade, no governo e que esteja ligado à Fecomércio e à CNC. “Nós estamos mobilizando as Federações do Comércio estaduais, a fim de criarem as suas câmaras, para que o turismo efetivamente esteja mais próximo das entidades”, afirmou.

De acordo com Márcia Cristina, a capital do Estado de Sergipe, Aracaju, é um destino que está sendo trabalhado na área do turismo. “A CNC está tentando viabilizar uma pesquisa de âmbito nacional, a fim de subsidiar os Estados com seus resultados, mas cada federação pode estar fazendo isso independentemente. Hoje, nós já temos algumas Câmaras Empresariais, como a de Santa Catarina, no Sul e da Paraíba, aqui no Nordeste, que já estão trabalhando muito bem essa questão de pesquisa, a fim de orientar os empresários, da forma como devem atuar no segmento e consequentemente melhorar o seu negócio”, afirmou, acrescentando que retornará a Sergipe, provavelmente no final de novembro próximo, a fim de instalar a câmara.