Prefeituráveis de Aracaju participaram de rodada de entrevistas

Empresários conheceram propostas de Almeida Lima e Valadares Filho

A rodada de entrevistas promovida pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio), com candidatos à Prefeitura de Aracaju, integrantes de partidos com maior representatividade no Congresso Nacional, foi aberta pelo presidente da entidade, Abel Gomes da Rocha Filho, que falou dos objetivos do evento. Apesar das entrevistas estarem previstas para serem realizadas nos dias 17, 18 e 19 de setembro, com os prefeituráveis José Almeida Lima – PPS, Antônio Carlos Valares Filho – PSB e João Alves Filho – DEM, a última, com o candidato democrata não foi realizada, por desistência do mesmo, sob a alegação de falta de tempo. A ordem das entrevistas já tinha sido definida em sorteio, que contou com a participação de representantes dos três partidos.
Na noite do dia 17 de setembro, o convidado foi José Almeida Lima, que chegou ao local, acompanhado apenas do seu vice-prefeito, Rivando Góes e da jornalista Vanilde Vieira, sua assessora política. Na conversa com jornalistas, empresários e líderes classistas convidados, ele disse que tem elaborado um amplo plano de metas para desenvolver Aracaju, mas que não estava encontrando o respaldo popular necessário para levá-lo ao Palácio Inácio Barbosa. “Retirei a minha campanha das ruas devido à falta de doações. Todos nós sabemos que as grandes doações de uma campanha vêm do empresariado e eu não consegui esse apoio”, afirmou, deixando clara a sua insatisfação com o presidente do PPS, Nilson Lima.
“Eu tenho os pés no chão. Retirei a minha campanha das ruas por falta de dinheiro. Não vou querer ficar endividado após as eleições. Não contei com qualquer doação. Eu já previa que não teria verba para bancar a minha campanha. Somente no dia 16 de setembro, há pouco menos de um mês da eleição, foi que o presidente nacional do meu partido ligou para pedir o número da minha conta bancária, mas não estou contando com ajuda de empresários. Por que será que os empresários não gostam de mim?”, ressaltou garantindo que continuará fazendo a campanha no horário gratuito do rádio e da televisão.
Questionado por jornalistas sobre a ausência do presidente estadual do PPS na sua campanha, Almeida Lima respondeu que faz política por ideal. “Quero esclarecer que Nilson Lima, como presidente do PPS, não devia ter se manifestado publicamente contrário a alguns pontos da minha campanha. Soube que ele reclamou não ter sido convidado a seguir o nosso grupo de campanha, mas claro, uma vez discordante, não tinha nada a colaborar, já que se manifestou publicamente contra o meu tipo de pronunciamento. A partir de janeiro, todos poderão saber mais sobre Nilson Lima”, disse, Almeida Lima,  ao ser sabatinado por empresários do setor do comércio,  jornalistas e pelas pessoas presentes no evento.
Ao expor o seu plano de ação para os jornalistas e empresários, Almeida Lima disse que criará como passo inicial, a Secretaria Municipal de Turismo, a fim de alavancar o turismo em nossa cidade, que atualmente serve apenas de pernoite para as caravanas que vão para os Estados de Alagoas e Bahia. A grande notícia para os comerciantes foi a transformação dos calçadões das ruas João Pessoa, Laranjeiras e São Cristóvão, num shopping a céu aberto com seis pórticos, para abrir e fechar, funcionando em dois turnos, como os outros dois shoppings, no horário das 8h às 20h. Para o bom funcionamento do comércio central da cidade, que vem sofrendo muito com o problema para estacionamento de veículos, o prefeiturável do PPS disse que seu plano de ação contempla Aracaju com quase 10 mil vagas.

Valadares Filho

Na noite do dia seguinte 18, foi a vez do deputado federal Antônio Carlos Valadares Filho (PSB), ser sabatinado, oportunidade em que fez praticamente uma réplica dos programas eleitorais transmitido nas emissoras de rádio e televisão, falando de suas propostas para solucionar os problemas cruciais enfrentados pela população aracajuana. Ele falou das obras estruturantes que constam em seu programa de governo, a exemplo da implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), com recursos financeiros da ordem de R$ 200 milhões, que pretende conseguir através de parcerias com os governos estadual e federal.
Recentemente, disse o candidato, fui a Juazeiro do Norte (CE) conhecer como tinham sido feitas as parcerias e as origens dos recursos financeiros necessários para implantação do VLT, a fim ter consciência de onde terei que ir para viabilizá-los. “Constatei que o dinheiro vinha do Ministério dos Transportes, através do PAC da Mobilidade Urbana, do Portransporte, Proinveste e de financiamento do BNDS. Aracaju tem hoje uma capacidade de endividamento de R$ 1,5 bilhão, o que garante qualquer tipo de financiamento para obtenção de recursos financeiros”, enfatizou.
Com relação ao turismo, Valadares Filho disse que tem que existir uma política mais efetiva para o setor, até porque existem dois grandes desafios futuros a serem encarados: a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. “Para tanto criarei a Secretaria Municipal de Turismo a fim de que possamos formatar uma política relacionada a esses temas tão importantes. O setor turístico é o setor que mais emprega no mundo hoje e Aracaju tem que tirar proveito dessa grande oportunidade”, pontuou.
Outros pontos também abordados pelo candidato foram com relação à saúde e à educação. Para dinamizar a saúde municipal, Valadares Filho disse que construirá novas unidades e ampliará as que já existem. “Vamos aumentar o efetivo de profissionais dessa área, criar a Saúde Digital e realizar concurso público para a contratação de novos médicos e enfermeiros a fim de solucionar o problema.
No tocante à educação, vamos fazê-la em tempo integral, proporcionando ao aluno durante a manhã fazer a parte pedagógica e à tarde o reforço escolar, praticar algum tipo de esporte, cinema, teatro, etc. Com isso aumentaremos  a qualidade educacional de Aracaju, objetivando atrair 29 mil adolescentes que ainda não estão alfabetizados em nossa capital”, disse.
Em resposta a uma pergunta da jornalista Cássia Santana, do Portal Infonet, Valadares Filho reconheceu a ascensão de João Alves Filho, em Aracaju, creditando os resultados de pesquisas em favor do demista, aos três mandatos dele no Governo de Sergipe e também aos serviços por ele prestados, no passado, à cidade de Aracaju, enquanto prefeito biônico nos anos 70 e também na condição de governador do Estado, nos três mandatos. Mas não deixou de cutucar, observando que as propostas do candidato João Alves, para o momento, estariam obsoletas.
Antes do encerramento da entrevista, o presidente da Fecomércio, Abel Gomes da Rocha Filho e o seu vice-presidente, Fernando Moraes, entregaram ao candidato kits com produtos do SISTEMA/ FECOMÉRCIO/SESC/SENAC. Aproveitou também a ocasião, para entregar um documento contendo propostas de ações aprovadas pela diretoria da entidade, como subsídio ao plano de governo do prefeiturável. Foram sugestões para as áreas do Meio Ambiente, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Econômico e Social e Patrimônio Cultural.

 João Alves Filho

 O candidato a ser sabatinado no dia 19 de setembro seria o do Partido Democratas, João Alves Filho. No entanto, antes de encerrar o evento, no dia 18, o mediador anunciou que a direção da Fecomércio tinha recebido um comunicado do empresário Walker Martins Carvalho, procurador do DEM, comunicando que o candidato estava cancelando o compromisso assumido previamente com a Federação do Comércio. Na correspondência, Walker Carvalho justificou o cancelamento da agenda do candidato, informando que João Alves passaria todo o dia 19, gravando programas eleitorais para o rádio e televisão e que necessitaria também fazer gravações à noite para compensar os dias nos quais as gravações foram interrompidas, devido a necessidade que João Alves teve de se ausentar de Aracaju. “Lamentamos porque distribuímos muitos convites para as entrevistas, uma vez que inúmeros empresários estavam ávidos para acompanhar a exposição do democrata, bem como, conhecer suas propostas para segmentos importantes da administração municipal”, reagiu o presidente da Fecomércio, Abel Gomes, dizendo que ele perdeu a oportunidade de conhecer os verdadeiros amigos empresários. N.R.: João Alves Filho, foi eleito em primeiro turno, nas eleições do dia 07/10/2012, Prefeito de Aracaju, com 159.668 votos, equivalentes a 52,72%. 

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe

Endereço: Edf. José Raimundo dos Santos - Rua Dom José Thomaz, 235 - 4º Andar - São José, Aracaju - SE, 49015-090

Fecomércio | Sesc | Senac
CNPJ: 13.040.811/0001-68
Política de Privacidade
Copyright © 2021. Todos os Direitos Reservados