PROJETO “VAI TURISMO” PRETENDE DEFINIR POLÍTICAS PÚBLICAS SUSTENTÁVEIS PARA O SETOR

Grupos de trabalhos com órgãos do Sistema Comércio dos estados brasileiros discutem ações que serão recomendadas no próximo pleito eleitoral   

Na última quinta-feira (26) ocorreu o primeiro de dois encontros virtuais que estão acontecendo em todos os estados do país organizado pelo projeto “Vai Turismo” que tem o objetivo de discutir políticas públicas para o desenvolvimento de um turismo sustentável. O projeto é uma iniciativa conjunta entre os órgãos do Sistema Comércio: Federações, Sindicatos, Sesc, Senac e CNC.

O encontro contou com a presença de entidades do comércio turístico e agentes relacionados, como a Gestão do Sistema Comércio – Sesc e Senac, Setur, Abrasel, Sindicato dos Guias de Turismo de Sergipe, Câmara Empresarial de Pesca e Aquicultura, Câmara Empresarial de Turismo, Abrape, Abrajet, Sebrae, Semict, Polo da Farinha, Direção de Turismo de Umbaúba, ABBTur e o Curso de Turismo da UFS.

O propósito dessas reuniões é discutir as particularidades do turismo em cada região e pensar a integração de propostas de políticas públicas que estimulem o desenvolvimento sustentável deste setor. Todo esse esforço deve culminar em diretrizes e ações que serão recomendadas aos candidatos que disputarão as eleições de 2022. 

“A grande ideia das Federações é pensar o turismo de forma sustentável e como um negócio. Unir todas as entidades para discutir políticas públicas que atendam ao interesse do indivíduo, da empresa, do meio ambiente e do setor público. A gente pode olhar para Tobias Barreto, que faz um turismo de negócios, até Canindé do São Francisco que faz turismo náutico. Temos que fazer um planejamente para que no ano que vem possamos apresentar para nossos representantes um documento com políticas públicas que atendam a todas essas entidades”, afirma o superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves.  

A visão de turismo defendida pelo projeto é a de um setor que tenha a sustentabilidade como prioridade e que trabalhe de forma coletiva, numa relação integrada entre organizações da sociedade civil, iniciativa privada e Estado. Um trabalho direcionado por esse viés poderá pensar políticas públicas com interesse público, ou seja, voltado para as pessoas.

Nesse contexto de pandemia, o turismo precisou ser repensado e com isso surgiram novas possibilidades de trabalho. Algo que o projeto “Vai Turismo” busca incentivar é a inclusão da população local na construção dos programas de turismo, para não ser uma iniciativa isolada do poder estatal. Esse movimento preserva os recursos naturais e os recursos culturais do ambiente, e, consequentemente, melhora a qualidade de vida dos habitantes.

E, para que esta ideia de turismo tenha sucesso é preciso investir em outras áreas da vida cotidiana. De acordo com o projeto “Vai Turismo”, pensar políticas de segurança para reduzir violência, qualificar os profissionais da área, valorizar a produção cultural e ampliar o acesso ao crédito são algumas das variadas formas para alcançar esse objetivo.

De uma forma indireta, quando estas outras tarefas são postas em prática o turista, que é o principal público-alvo deste setor, também é afetado. Atualmente, estratégias de promoção institucional não são suficientes para atrair os turistas. O projeto aposta que com essa preocupação de desenvolvimento de turismo sustentável, a localidade se torna um destino de interesse para este grupo de pessoas.

Para nortear a discussão nos encontros virtuais, o projeto está baseado nos 17 objetivos para desenvolvimento sustentável, definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Objetivos que são uma preocupação global pela busca de sustentabilidade e consumo consciente nos diversos setores da sociedade.

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe

Endereço: Edf. José Raimundo dos Santos - Rua Dom José Thomaz, 235 - 4º Andar - São José, Aracaju - SE, 49015-090

Fecomércio | Sesc | Senac
CNPJ: 13.040.811/0001-68
Política de Privacidade
Copyright © 2021. Todos os Direitos Reservados