Fecomércio e PMA resolvem problema de estacionamento no Centro Comercial

smtt_Estacionamento

O estacionamento rotativo no Centro Comercial de Aracaju passou por algumas modificações após a implantação do sistema de controle do estacionamento na área. Algumas questões, a exemplo da permissão de parada de veículos na área que era ocupada pelo antigo terminal de integração Tânia Mota, que estava sendo utilizada há 15 anos, havia tido recentemente, proibição para a parada de veículos, o que estava provocando problemas para os comerciantes e consumidores da região.

Atendendo a demanda, o presidente do Sindicato do Comércio de Materiais de Construção e Tintas (Sincomactintas), Fernando Moraes Silva, pleiteou junto com a Federação do Comércio do Estado de Sergipe (Fecomércio-SE), uma solução para o problema, que se tornou uma dificuldade para os comerciantes e consumidores da área. O que foi atendido de forma expressa pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Aracaju.

Em reunião realizada na Fecomércio, Fernando Silva explicou o problema para o superintendente da SMTT, Nelson Felipe, que discutiu soluções junto com os representantes dos órgãos envolvidos. Na reunião ficou definida a volta da permissão de estacionamento na área do antigo terminal de integração.

De acordo com Fernando Silva, o local já se tornou um ponto característico para a população estacionar seus carros, o que com a proibição, provocou transtornos para todos os comerciantes da área. “O fluxo de consumidores caiu severamente nos estabelecimentos comerciais da região das avenidas Coelho e Campos, Carlos Firpo, e rua Apulcro Mota. Viemos apresentar uma proposta para resolver o problema e a SMTT foi sensível à nossa causa, voltando a permitir o estacionamento na área ainda desocupada”, destacou Fernando.

Foram discutidas alternativas para resolver o problema e houve o acordo entre os participantes, para a volta à permissão para estacionamento na área, enquanto não for realizada a obra de construção de um novo terminal de integração que será feita na avenida Coelho e Campos. O local abrigará em breve o terminal de alimentação de passageiros para o sistema de transportes com base no BRT, que será implantado pela Prefeitura de Aracaju.

Segundo o superintendente da SMTT, Nelson Felipe, o estacionamento na área havia sido proibido para a organização do espaço para a construção do terminal do BRT. Entretanto, como as obras deverão ser iniciadas em 2017, então ainda se pode permitir o estacionamento na área. Entretanto, será feito de maneira organizada, para funcionar com o sistema de estacionamento rotativo implantado pela prefeitura.

“Nos sensibilizamos com o pleito apresentado pela Fecomércio e por Fernando Silva, um dos comerciantes de maior história na região do Centro Comercial de Aracaju, e resolvemos atender o pedido de liberar a volta do estacionamento na área onde será o terminal do BRT. Até que as obras sejam iniciadas, o estacionamento será liberado e organizado. Demarcaremos as vagas do estacionamento e os condutores poderão deixar seus veículos lá até que iniciemos as obras, por volta de maio do ano que vem”, afirmou Nelson Felipe.

A medida tomada pela SMTT após ouvir os apelos do Sincomactintas e da Fecomércio surte um efeito positivo para o comércio do Centro de Aracaju no final de ano. A expectativa era de piora nas vendas do comércio local, mas com a volta temporária do estacionamento, certamente as coisas poderão melhorar para os empresários do centro da capital. O presidente em exercício da Fecomércio, Hugo França, valorizou a iniciativa do diálogo e a solução encontrada para a resolução do problema.

“A Prefeitura de Aracaju, por meio da SMTT nos ouviu e atendeu nosso pleito. Foi uma reunião muito proveitosa, onde aprendemos mais sobre o fluxo de trânsito e do estacionamento na região do Centro de Aracaju. Em breve, outras ações poderão ser tomadas para termos uma garantia definitiva de oportunidades de estacionamento. Mas somente em saber que teremos um terminal de integração na área, já nos vem a oportunidade de mais negócios, pois com as vagas estamos garantidos de poder receber nossos clientes e com o terminal, teremos mais pessoas fluindo pela área. O estacionamento será regularizado e em breve, a SMTT nos garantiu que haverão novos espaços para os consumidores colocarem seus carros”, valorizou Hugo França.

Por Marcio Rocha

image_pdfimage_print