Câmara de Jovens Empreendedores quer integração das atividades comerciais

Para aumentar a circulação de receita no comércio, criação de novas oportunidades de trabalho para o povo sergipano e elevar a renda da população, com estímulo à produção industrial do estado, a Câmara de Jovens Empreendedores da Fecomércio Sergipe começará a desenvolver um projeto de integração das atividades econômicas, fomentando o consumo de produtos vendidos pelas empresas do estado, fabricados por indústrias sergipanas.

O projeto foi apresentado na reunião da Câmara de Jovens Empreendedores da Fecomércio, na manhã de quinta-feira (08), pelo empresário Lincolin Amazonas, que destacou a necessidade de fomentar a economia do estado, para que o povo sergipano conheça e consuma o produto feito em Sergipe, além de utilizar os serviços promovidos pelos empreendedores locais. Segundo Amazonas, o objetivo é concentrar a receita circulante no estado, expandindo o poder de compra empresarial com fornecedores locais, estimulando o consumo.

“Vi exemplos em outro estado de criação de competitividade para as empresas locais, diante dos grandes concorrentes, formando a consciência de consumo local, garantindo que os recursos aplicados nas compras retornem em forma de benefícios para a própria comunidade, cidade e estado”, afirmou o empresário. 

O superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, lembrou que Sergipe tem plenas condições de se autodesenvolver com a receita circulante no estado, destacando que o dinheiro aplicado de forma mediata, com o tempo se multiplica por meio do consumo e curso dos investimentos dos recursos oriundos da aquisição de bens e contratação de serviços.

“Se os bens produzidos em Sergipe forem consumidos pelo nosso próprio povo, o mercado ganha, a população ganha e acelera o ciclo produtivo de geração de emprego e renda para as pessoas de nosso estado. Cada um real aplicado na compra de forma imediata, tende a valorizar pelo menos quatro vezes em um curto intervalo de tempo, pois o dinheiro para a compra se multiplica ao passar pelos agentes produtivos que levam o produto final para o consumidor, bem como pela contratação de serviços que decorre do consumo do produto em si”, disse Maurício.

Para formar esse processo de estímulo ao consumo dos produtos nas empresas locais, o exemplo prático apresentado foi a Rede Sergifar, conglomerado associativista que abrange 17 empresas diferentes e que conseguiu maior poder de competitividade diante dos grandes players do mercado de comércio farmacista. A Sergifar, em seu segundo ano, apresentou resultados positivos acerca do processo de vendas, com obtenção de melhor compra em escala, levando o produto a preço mais cômodo para o consumidor e elevando a geração de empregos nas empresas associadas à rede, seguindo na contramão da crise.

O projeto será aprimorado pela Câmara de Jovens Empresários, para que seja o mais contemplativo possível para todo o setor produtivo do estado. O coordenador da Câmara, Dilermando Júnior, destacou que Sergipe pode se colocar na situação de retroalimentador da própria economia, citando o exemplo da cidade de Itabaiana.

“Vamos aprofundar os estudos para que esse projeto seja levado à frente, fazendo com que o sergipano conheça e valorize o negócio do seu bairro, sua cidade, do seu estado. O que for investido nos estabelecimentos do comércio local, empresas sergipanas de fato, vai correr de modo que voltará para o próprio consumidor em formato de novos empregos e benefícios. Com isso, todo o estado vai ganhar e o setor produtivo se desenvolvendo, fortalece o cinturão econômico das empresas sergipanas”, comentou.

 




Unit sedia encontro do Inova + Sergipe

Com o objetivo de envolver atores, unir esforços e buscar recursos para ampliar o ambiente de inovação tecnológica no estado de Sergipe, a Câmara Empresarial de Tecnologia e Inovação implantou o projeto Inova + Sergipe. Na manhã de quarta-feira (15), a Universidade Tiradentes foi palco de mais um encontro com representantes de empresas envolvidas no projeto.

“O projeto nasceu da ideia de melhorarmos o ambiente de inovação aqui em nosso estado. Juntamos a classe empresarial para ser protagonista dessa ação e criarmos um movimento entre esses atores. Além disso, estamos fazendo um diagnóstico do que precisa ser melhorado e as demandas do setor de inovação”, explica o coordenador do projeto, Roger Barros.

Durante as reuniões itinerantes são discutidos assuntos pertinentes aos andamentos dos projetos, ações do Inova + Sergipe e apresentação das empresas envolvidas.

“Estes encontros em diversos locais acontecem para que todos os envolvidos conheçam os ambientes e estratégias que podem ser somadas e potencializadas. A ideia é de somação desses atores para que possamos avançar e fazer um Sergipe diferente. Nós podemos ser referência no Brasil”, complementa o coordenador.

Para o superintendente da Fecomércio Sergipe, Maurício Gonçalves, a grande diferença do Inova + Sergipe é que o setor privado vem sendo protagonista das ações. “Isso faz muita diferença porque é uma tendência de permanecer mais tempo e realmente ter grandes resultados com a iniciativa. Como diferencial buscamos os exemplos que já são desenvolvidos nas empresas e caminhamos juntos buscando o protagonismo de todos. Trabalhamos para que em cinco anos sejamos uma referência na área de inovação tecnológica, com o objetvo da transformação da economia e mercado de trabalho de Sergipe até 2030. Ganha a sociedade e as instituições”, comenta.

A Universidade Tiradentes é uma das empresas que integram o Inova + Sergipe. Com diversas iniciativas que promovem a inovação tecnológica, como o é caso do pioneirismo com a implementação do Google for Education, a instituição de ensino investe em pesquisa e na formação de futuros profissionais. 

“A inovação é um grande desafio de nosso país. O Grupo Tiradentes pauta a questão da ciência e tecnologia como um ponto fundamental de melhoria da qualidade do modelo de educação das instituições de ensino. O Grupo tem um viés fortíssimo na questão de inovação não somente nos projetos pedagógicos como também na inserção de profissionais no mercado de trabalho com pensamento crítico capaz de transformar o cotidiano de trabalho das empresas que estarão inseridos”, enfatiza o superintendente-geral em exercício, professor Dr. Saumíneo Nascimento.

Na oportunidade, o diretor de Inteligência Competitiva do Grupo Tiradentes, professor Domingos Sávio Alcântara apresentou as iniciativas das unidades e o superintendente do Banco do Nordeste, Antônio César de Santana abordou as linhas de Financiamento da instituição financeira para a área de inovação.

 

 

*Ascom Unit

 




Laércio Oliveira é reeleito presidente da Fecomércio

A segunda-feira (30) foi uma data importante para o destino da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio). Foi realizado o processo eleitoral que escolheu o presidente e a diretoria da entidade para o quadriênio 2018-2022. A eleição correu com tranquilidade e seu resultado apontou a recondução do atual presidente, Laércio Oliveira, para continuar à frente da entidade. A escolha da permanência de Laércio foi feita por unanimidade dos diretores da federação.

Laércio segue pelos próximos quatro anos como presidente da Fecomércio, com uma série de projetos a serem aplicados, principalmente no tocante a investimentos no Sistema Fecomércio. Laércio destaca que o trabalho será direcionado para o aumento da representatividade empresarial, bem como para a ampliação das unidades educacionais, pedagógicas, profissionalizantes e de lazer e cultura do sistema em Sergipe.

“Essa eleição me dá um novo fôlego para trabalhar em favor do Sistema Comércio e de todo nosso público comerciário. Temos projetos de novas unidades do sistema no interior do estado, além de melhorar e ampliar nossas unidades na capital. Também pretendo trabalhar, junto com a nossa diretoria eleita, para conseguir mais recursos para aumentar nosso arco de atuação em Sergipe. Buscando o melhor para o público comerciário, garantindo seu bem-estar e qualidade de vida, e o fortalecimento da classe empresarial do setor terciário, atividade que representamos com a defesa dos interesses do comércio de bens, serviços e turismo em nosso estado. Vamos lutar para continuar crescendo, mantendo o ritmo que foi impresso nos últimos quatro anos, que foram de grandes realizações”, disse o presidente reeleito.

A nova diretoria da Fecomércio eleita para o próximo quadriênio é composta por Laércio Oliveira, como presidente; Hugo Lima França, 1º vice-presidente; Walker Carvalho, 2º vice-presidente; Gilson Figueiredo, 3º vice-presidente e José Alves Dantas, 4º vice-presidente. Ancelmo Oliveira e Petrúcio da Silva serão os novos 1º e 2º secretários; Alex Garcez e Sandro Moura, os 1º e 2º tesoureiros. Juliano César Souto, Abel Gomes da Rocha Filho, Max Andrade, Fernando Carvalho, Robson Pereira e Walleska Carvalho serão os novos diretores de assuntos relacionados às categorias empresariais.




Turismo, Natal e Cidadania, Sistema Fecomércio/Sesc/Senac realizará diversas ações até o final do ano

O Sistema Fecomércio de Sergipe, entidade que representa os empresários do setor terciário, presidida por Laércio Oliveira, vai promover três grandes ações neste final de ano para a população aracajuana e público comerciário: a inauguração do Hotel Sesc Atalaia, a realização do projeto “Natal Iluminado” e a implantação do “Sesc Com Unidade” no bairro 17 de Março.

O Hotel Sesc Atalaia será inaugurado na próxima quinta-feira, 30 de novembro, às 19 horas. A obra, que teve investimentos superiores a R$ 45 milhões, traz completa infraestrutura para o público. A unidade hoteleira está configurada com 60 apartamentos, todos com vista exclusiva para o mar da praia de Atalaia, além de estrutura de hospedagem, com lanchonete, restaurante, complexo esportivo, academia de ginástica e musculação, salão de jogos, piscinas e parque infantil, tudo isso com preços diferenciados para os comerciários de todo o Brasil, inserindo Sergipe na rota do turismo social.

O projeto “Natal Iluminado”, foi desenvolvido em conjunto com o Sesc, Senac e as entidades de classe, Acese, CDL, FCDL e Fórum Empresarial, além da parceria com a Prefeitura de Aracaju e Funcaju. A Fecomércio fez um investimento superior a R$ 250 mil, para que o centro da cidade receba uma iluminação especial decorativa, com a temática natalina que contemplará toda a Praça Fausto Cardoso.

A abertura do projeto acontece no dia 01/12, às 19 horas. O acendimento das luzes do “Natal Iluminado” será feito pelo presidente da Fecomércio, pelo Prefeito de Aracaju e representantes de entidades parceiras, com um show da cantora Maysa Reis.

Um dos momentos marcantes do projeto é a realização no dia 23 de dezembro, às 17 horas, da ceia natalina com moradores de rua e Celebração Ecumênica com show do cantor Ewerton Melo.

Além da iluminação especial, será realizada até o dia 06.01.2018, uma vasta programação cultural, com a participação de artistas sergipanos. A Escola Valdice Teles, apresentará os alunos dos cursos de 2017 (desenho, música, dança, teatro, orquestra e coral). O Sesc promoverá apresentações com os artistas selecionados do Sescanção de 2017, corais natalinos e músicos sergipanos, a exemplo de Luiz Fontineli, Amorosa, Paulo Lobo, Bárbara Sandes, João Ventura, Amanda Cunha e Sena.

Seguindo no ritmo das grandes ações, o projeto “Sesc Com Unidade” levará mais cidadania, educação, esporte, lazer e saúde para a comunidade residente no bairro 17 de Março, uma das mais carentes da capital. O programa, que teve um investimento de R$ 350 mil, visa promover a transformação social, com ações de desenvolvimento cultural, artístico, educacional e de saúde no bairro. O projeto, uma parceria da Fecomércio, Sesc, Instituto Mariana Moura e Prefeitura de Aracaju, será lançado no dia 03 de dezembro.

Laércio Oliveira ressaltou que o Sistema Fecomércio trabalha para que toda população tenha uma melhor qualidade de vida. “O Hotel Sesc é um sonho realizado. Criamos um espaço hoteleiro mais acessível para o comerciário de Sergipe e do Brasil. Já o “Natal Iluminado” é uma ação que visa devolver ao povo de Aracaju o espírito natalino com 31 dias de programação. O “Sesc Com Unidade” é um projeto piloto, que iremos levar para todo o Brasil. Levar nossas ações para as pessoas que mais precisam é contribuir para que a realidade social do nosso estado seja transformada”, disse Laércio.




Assembleia Legislativa realiza sessão solene em homenagem aos 70 anos do Sesc

Em seguimento às ações comemorativas pelos 70 anos de fundação do Serviço Social do Comércio (Sesc), foi realizada na manhã desta terça-feira (13), uma Sessão Solene no plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese). A solenidade foi prestigiada por deputados, diretores do Sesc, Senac, representantes da sociedade, imprensa e diretores da Fecomércio.

A sessão, requerida pelo deputado Georgeo Passos, foi marcada pela homenagem ao Sesc feita pelo presidente da Casa Legislativa, deputado Garibalde Mendonça (PMDB), que entregou uma placa comemorativa, parabenizando a instituição pelo seu aniversário de 70 anos, com serviços relevantes prestados à sociedade. O deputado Gilson Andrade (PTC) destacou a importância social do Sesc, em pronunciamento na tribuna do plenário.

“Para mim, é uma grande satisfação representar o deputado Georgeo Passos, que está afastado. Fui incumbido para que eu pudesse falar na tribuna da Assembleia Legislativa sobre os 70 anos do Sesc, o braço social do Sistema Fecomércio. Uma entidade que presta serviços nas áreas da Saúde, da Educação, da Cultura Assistência e Lazer. O Sesc tem unidade móvel de odontologia que atua em comunidades carentes que certamente teriam dificuldade imensa de ter acesso a um tratamento dentário especializado, além do Sesc Saúde Mulher, que é uma revolução para o ganho da qualidade de vida das mulheres sergipanas. No ano passado foram mais de 60 mil famílias atendidas pelo Sesc, com mais de 920 mil quilos de alimentos distribuídos. Não é fácil sobreviver diante das turbulências, das crises financeiras e econômicas e o Sesc se mantém ativo, prestando um relevante serviço não só aos comerciários, mas também aos seus familiares e comunidade em geral. Esse é o resultado do trabalho do Sesc, presidido pelo deputado Laércio Oliveira, atualmente”, disse Gilson, valorizando os trabalhos realizados pela instituição em Sergipe.

O vice-presidente do Sistema Fecomércio de Sergipe, Hugo Lima França, manifestou seu contentamento em poder comemorar os 70 anos do Sesc, lembrando que a entidade é um instrumento transformador de vidas por onde passa. Hugo representou o presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, na solenidade.

“Uma instituição completar 70 anos trabalhando em prol da classe comerciária, levando serviços de excelência é motivo de muita comemoração. Estou muito feliz no dia de hoje, por Deus estar me dando à oportunidade de participar desse momento. O Sesc é um mecanismo social que traz o desenvolvimento e a cidadania por onde passa. Jamais me esquecerei de um momento em que uma senhora de Indiaroba, que aprendeu a ler, depois que o Sesc chegou à cidade, disse que se tornou uma cidadã de verdade, graças ao trabalho de combate ao analfabetismo realizado por meio do Sesc Ler”, destacou Hugo França.

O Sesc foi criado em 13 de setembro de 1946 como uma instituição destinada a promover uma vida mais digna aos trabalhadores do comércio e seus dependentes. A filosofia da entidade visa à promoção de ações que pudessem melhorar a qualidade de vida dos empregados do comércio e facilitar os meios para seu aperfeiçoamento cultural e profissional. O trabalho do Sesc se expandiu em Sergipe a ponto de ter dois conjuntos habitacionais construídos com recursos próprios, os conjuntos José Ramos de Moraes e Jessé Pinto Freire, no bairro Ponto Novo em Aracaju. As ações do Sesc se desenvolvem nas áreas de cultura, saúde, esporte, lazer, assistência social, inclusão alimentar, por meio do programa Mesa Brasil, e educacional, com mais de 2.200 alunos atendidos nas unidades da Escola Sesc.

A Sessão Solene em homenagem aos 70 anos contou com a participação da Camerata do Sesc, composta por 50 alunos da escola de música que formam uma orquestra de violinos, além do Coral Nova Vida, uma das ações desenvolvidas pelo trabalho social com idosos, composto por 100 vozes.

Sessão Solene - Alese - Sesc 70 Anos