Intra-S: Fecomércio de Sergipe desenvolve nova plataforma de comunicação interna

O Núcleo de Comunicação e Marketing (NCM) da Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio/SE) está desenvolvendo uma nova plataforma de comunicação interna chamada Intra-S. Quando implantada, a ferramenta servirá para o compartilhamento de informações e gerenciamento de processos, tarefas e equipes dentro das empresas. A apresentação do projeto aconteceu durante o Encontro Nacional de Comunicação da Confederação Nacional do Comércio (CNC), no início do mês, no Rio de Janeiro/RJ, evento que reuniu assessores de comunicação de todo o país.

O projeto é baseado em perfil pessoal e no modelo de gestão de pessoas chamado People Analytcs. O sistema está sendo desenvolvido pelo programador web Alexandre França, sob orientação do coordenador do NCM, André Gusmão. A plataforma começará a ser testada no Sistema Fecomércio-Sesc-Senac de Sergipe ainda neste primeiro semestre mas, em breve, será levada a outros Estados.

Segundo André Gusmão, a ideia de criar a Intra-S surgiu da necessidade de uma maior integração entre as instituições que compõem o Sistema Fecomércio. “Um dos problemas de uma grande instituição é a comunicação interna, passar informações aos colaboradores, das mais simples às mais complexas. Fazer chegar a todos é muito complicado. Essas grandes instituições têm a chamada intranet, e é um problema porque não se consegue fazer com que todos a utilizem efetivamente, já que ela não costuma ser muito atrativa. Muitos colaboradores têm resistência. Quando construímos o mapa mental do NCM, no ano passado, um dos desafios era a criação de um novo modelo de intranet, pois é muito importante ter uma comunicação integrada e eficaz em um Sistema que conta com cerca de 1000 colaboradores”, contou.

“Em outubro do ano passado, tivemos uma conversa com o publicitário Gabriel Leite, diretamente de Florianópolis. A conversa serviu como a fagulha que faltava à equipe e nós começamos a construir uma nova ideia de intranet. Bebemos em várias fontes, fizemos muitas pesquisas e chegamos à conclusão de que ela deveria ter um perfil pessoal com informações direcionadas e não de maneira muito genérica, além do acesso à documentos importantes da empresa e um espaço para mensagens, mas que não fosse um feed de notícias como o do Facebook ou Twitter. Então vimos que se tratava de uma intranet com cara de rede social e um jeito de website corporativo, o que originou o nome Intra-S – Intranet Social Corporativa”, explicou Gusmão.

O projeto foi apresentado a Laércio Oliveira, presidente da Fecomércio, que imediatamente comprou a ideia. O passo seguinte foi o recrutamento do desenvolvedor Alexandre França, instrutor do Senac, para dar vida ao programa. Mauricio Gonçalves, Superintendente da Fecomércio participou da apresentação, junto com os diretores regionais Adely Carneiro (Sesc) e Paulo do Eirado (Senac). “A chegada de um colaborador do Senac ao projeto é uma mostra de que a Intra-S já nasceu cumprindo o seu propósito, que é o de integração das três casas, uma marca da gestão de Laércio Oliveira”, declarou Mauricio.

O grande desafio da Intra-S será o controle de processos e tarefas. O último módulo a ser desenvolvido pela equipe promete ser um divisor de águas nas corporações. “Os colaboradores terão controle sobre os projetos que estão desenvolvendo e os gestores poderão, além de demandar ações, também controlar e acompanhar o seu desenvolvimento”, completou Alexandre França.

Testes e implantação

A implementação em definitivo da Intra-S em todo o Sistema Fecomércio de Sergipe deve levar em torno de um ano, mas os primeiros módulos já estão prontos e devem começar a ser testados nos próximos meses. Os testes são necessários para descobrir e corrigir erros e aprimorar a ferramenta. Outros Estados também poderão testar a plataforma.

“Fomos convidados a apresentar o projeto durante o Encontro Nacional de Comunicação da CNC, pois ele já era conhecido em nossos grupos internos, e fizemos uma apresentação bem explicativa da Intra-S, mostrando módulo a módulo, todos detalhes desta nova plataforma. A ideia foi muito bem aceita e, prontamente, recebemos pedidos de várias Federações do país. Em princípio, vamos começar os testes em Sergipe, mas também levaremos à CNC e às Federações do Comércio da Bahia e Brasília, pois elas participaram do nosso encontro estadual de comunicação no mês passado, e vão ganhar a oportunidade de serem as primeiras a utilizar a Intra-S”, disse André Gusmão.

Foto : Guilherme Oliveira/CNC




Fecomércio realiza Encontro de Comunicação

Foi realizado na última sexta-feira (06), o 1º Encontro de Comunicação do Sistema Comércio em Sergipe, que aconteceu no Hotel Sesc Atalaia, em Aracaju. O evento tratou da abordagem de diversos temas relacionados à mídia e comunicação institucional, bem como imagem, associativismo, a influência das pesquisas no jornalismo econômico e relacionamento com a imprensa, além da atuação do marketing nas entidades.

O encontro contou com as participações de várias personalidades nacionais da comunicação do Sistema Comércio, como Marcelo Vital e o economista Antônio Everton, da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Délia Coutinho e Marcos Maciel, da Fecomércio Bahia, Diego Recena, da Fecomércio do Distrito Federal, Cristiane Benevides, da Fecomércio Mato Grosso do Sul, e o presidente da Fecomércio Sergipe, Laércio Oliveira, que destacou a importância do evento para a integração da comunicação dos empresários, dirigentes de sindicatos patronais, estudantes de comunicação e profissionais da imprensa. Laércio valorizou a iniciativa do encontro com os profissionais da comunicação, lembrando ser um setor fundamental para as instituições.

“Vivemos um momento importante neste evento. Fazer um encontro como esse para trocar experiência, informações e expertise é muito bom para os sindicatos representados pela nossa federação e toda as oportunidades de aprendizado são fundamentais para uma melhor comunicação nos nossos ambientes de trabalho. A comunicação é nossa vitrine para o público e temos que tratá-la com muito carinho e atenção, pois é fundamental para o êxito institucional”, disse Laércio.

Foram apresentados cinco painéis para os mais de 120 participantes do encontro de comunicação. Os pronunciamentos dos participantes tiveram a participação dos convidados, que puderam tirar suas dúvidas com os palestrantes, que deram esclarecimentos à respeitos dos seus temas defendidos e como se aplica o desenvolvimento das atividades nas suas instituições.

Participaram profissionais da imprensa escrita, radiofônica, televisiva, digital, além de publicitários, marqueteiros e analistas de mídias sociais. O evento terminou com uma mesa redonda, na qual os espectadores promoveram uma rodada de perguntas e respostas para o presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, que explicou sobre o que as entidades representativas sindicais devem fazer para seguir os rumos do futuro. Em sua conversa com os participantes, o presidente da Fecomércio destacou que as entidades sindicais devem ter em seu foco, o atendimento aos seus associados, por meio de produtos e serviços direcionados para o melhor funcionamento das empresas e relação institucional com seus representados.
Encontro de Comunicação 2018




Fecomércio realiza 1º Encontro de Comunicação do Sistema Comércio

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio) irá realizar na sexta-feira, dia 06, o seu primeiro evento direcionado para a comunicação sergipana, com foco no desenvolvimento da comunicação corporativa empresarial e de entidades de classe no estado. A iniciativa pioneira em Sergipe visa integrar as entidades sindicais empresariais, órgãos representativos de classe, jornalistas, radialistas e estudantes de comunicação sergipanos.

Serão abordados temas a exemplo dos desafios da visibilidade, mídia espontânea, relacionamento com a imprensa, pesquisas e a sua referência para o empresário e entidades de classe, associativismo e sustentabilidade sindical, comunicação interna e o futuro do sistema sindical. Os painéis apresentados também contarão com a participação de componentes do Sistema Fecomércio de Sergipe, Alex Garcez, Sudanês Pereira, Pedro Amarante, Ancelmo Oliveira, Hipácia Nogueira, Maurício Gonçalves e do presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac de Sergipe, Laércio Oliveira, que destacou a importância do Encontro de Comunicação, como uma grande oportunidade de compartilhamento de conhecimento para os comunicadores sergipanos.

“Compartilhar conhecimento é importante para que tenhamos uma comunicação mais sólida, forte e eficaz. Fizemos um trabalho direcionado para a comunicação do sistema em Sergipe, que deu certo e tem exportado ideias e soluções na área para vários estados brasileiros. Temos uma das melhores equipes de comunicação das federações do comércio do Brasil e para poder aprimorar os nossos talentos, idealizamos o encontro. Dessa forma abriremos mais as portas do nosso sistema para a imprensa local e nacional, também para as entidades empresariais sergipanas e de outros estados, com troca de conhecimento e informação, ampliando a rede de networking das entidades empresariais com os jornalistas e profissionais de comunicação de Sergipe. Queremos ajudar a qualificar ainda mais a imprensa local e ainda trocar experiências para continuarmos a ser um case de sucesso em comunicação empresarial de todo o Brasil. Escolhemos o dia 06 por ser a véspera do Dia do Jornalista, como uma homenagem à categoria que tanto contribui para a existência da democracia em nosso país e trazer informação de qualidade, com credibilidade e responsabilidade para nosso povo”, disse Laércio Oliveira.

O evento contará com a participação de comunicadores de vários estados, representantes de Federações do Comércio de todo o país, e convidados da Confederação Nacional do Comércio (CNC) que participarão de painéis elaborados pela equipe do Núcleo de Comunicação e Marketing (NCM) da Fecomércio, visando um melhor entendimento da comunicação enquanto ciência e qual a sua importância como atividade fundamental desenvolvimentista empresarial e corporativa. Foram convidados grandes nomes da comunicação nacional, como o premiado jornalista em nível nacional, Diego Recena, de Brasília; a doutora em Educação pela Ryerson University do Canadá, Rita Simone; bem como as presenças do doutor em Economia, Antônio Everton, economista sênior da CNC; da jornalista especializada em Relações Públicas, Délia Coutinho, da Bahia; do designer especialista em Marketing Digital, Marcelo Vital, da CNC; do relações públicas especialista em Marketing e Gestão da Produção e Logística, Marcos Maciel, da Bahia; além dos representantes da Fecomércio Sergipe, o jornalista especializado em economia, assessoria executiva e jornalismo empresarial, Marcio Rocha, e o especialista internacional em multimídia digital, direção cinematográfica e assessoria de imprensa, André Gusmão.

O 1º Encontro de Comunicação do Sistema Comércio Sergipe acontecerá na sexta-feira, 06 de abril, no Hotel Sesc Atalaia. A programação contempla os painéis, também um almoço de confraternização com os participantes. As inscrições podem ser feitas pelo site www.fecomercio-se.com.br/encontrodecomunicacao, com desconto especial para estudantes de comunicação.




Fecomércio Sergipe realiza missão internacional para Portugal

Com vistas em expandir as atividades de seus negócios, conhecer novas tecnologias e implantar melhoramentos aplicados no mercado internacional em suas empresas, um grupo composto por 12 empresários sergipanos viajou além-mar para conhecer o mercado do setor de comércio, serviços e turismo em Portugal, numa missão que contou com o apoio da Fecomércio Sergipe.

Os empresários, juntamente com diretores da federação participaram de diversas reuniões, em várias cidades portuguesas, e também com a Confederação de Comércio e Serviços de Portugal, órgão similar à Confederação Nacional do Comércio (CNC) no Brasil, Associação Comercial do Porto, Junta de Freguesia da cidade de Famões, Câmara Municipal de Odivelas e Mercado de Abastecimento da Região de Lisboa, onde fizeram contatos e articularam oportunidades de negócio bilaterais entre os empresários portugueses e sergipanos. Também foram visitadas as cidades de Cascais, Pontinha e Vila Nova de Gaia.

O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, lembrou que o comércio exterior é de importância fundamental para o crescimento econômico das duas partes, destacando que Sergipe tem muito a oferecer para os empresários portugueses, bem como os empresários sergipanos também têm muito a conquistar com os conhecimentos e contatos realizados em Portugal.

“O comércio exterior é uma modalidade que segue crescendo muito fortemente no mercado. Hoje, no mundo globalizado, é importante que tenhamos uma grande gama de opções para oferecer nossos produtos e serviços que não fazem parte do universo português. Também temos muito que aprender e consumir com eles. A visita dos empresários da delegação da Fecomércio foi importante para podermos aprimorar mais o estreitamento de laços comerciais entre Sergipe e Portugal”, disse o presidente.

Na Confederação do Comércio de Portugal, os empresários aprofundaram seu conhecimento a respeito do projeto Portugal 2020, que pretende investir mais de 25 bilhões de euros em empresas oriundas de outros países que se instalem em Portugal, bem como conheceram oportunidades de expansão de negócios lusitanos no Brasil.

O chefe da comitiva sergipana, o diretor da Fecomércio, Alex Garcez, destacou a importância de conhecer um mercado que conta com grandes inovações que podem ser aplicadas nos estabelecimentos comerciais em Sergipe, por meio de transferência de tecnologia e práticas empresariais que resultaram no aumento das transações de negócios e geração de emprego e renda em Portugal.

“Participamos de várias reuniões, nas quais aprendemos bastante sobre como melhorar nossos negócios nos moldes aplicados na Europa, conseguimos prospectar excelentes oportunidades de negócio no comércio de mão dupla entre Sergipe e Portugal. Lá há uma carência do que podemos ofertar com pujança, bem como conhecemos implementos, técnicas e a expertise dos portugueses em seus negócios. Foi uma missão bem-sucedida, para o que viemos fazer. Saímos de Portugal com uma visão mais ampla de como melhorar nossos negócios aqui no estado. Esse intercâmbio vai resultar em grandes oportunidades para os empresários sergipanos”, disse Alex.

Em Portugal, os empresários conheceram as oportunidades de aliar tecnologia com a geração de emprego. Várias visitas a entrepostos de distribuição de alimentos, medicamentos, eletrônicos, entre outras atividades do comércio e serviços, onde viram a mecanização dos processos coordenados por trabalhadores que foram qualificados para as atividades. O empresário José Maria explicou o funcionamento da farmácia automatizada para os empresários.

“Os robôs ajudam os nossos trabalhadores a facilitarem o seu serviço, buscando os medicamentos e trazendo até o vendedor. Ou seja, tenho mais agilidade e não preciso tirar um funcionário do balcão para atender o cliente. Isso ajuda aos trabalhadores a exercerem melhor o seu ofício, melhorando o atendimento ao cliente, com mais proximidade entre o vendedor e o consumidor”, disse o empresário.

Os empresários conheceram programas de acompanhamento social, similares aos realizados pelo Sesc, com atendimento educacional, esportivo, de lazer e bem-estar, para o público, idênticos aos que o Sistema Fecomércio realiza por meio do Sesc, com os trabalhadores do comércio e seus dependentes.

O empresário Marcos Andrade, da cidade de Tobias Barreto, valorizou a iniciativa realizada na cidade de Odivelas, comparando com os trabalhos realizados pelo Sistema Fecomércio em Sergipe e todo o Brasil.

“Conhecemos programas aplicados aqui que são idênticos aos que realizamos no Sesc. Conhecemos um programa que atende 1.600 idosos, com assistência para as mais diversas atividades, igual ao que realizamos no Sesc. O Sesc presta esses mesmos serviços com excelência e qualidade, para o público. O Sesc faz o que os governos não conseguem fazer. Em Portugal, há a condição para que eles realizem essas atividades, que no Brasil, somente o Sistema S consegue fazer com êxito e excelência”, afirmou Marcos Andrade

Os empresários sergipanos contaram com o apoio do coordenador técnico da missão internacional da Fecomércio, André Gusmão, e dos receptores da delegação em Portugal, a Dra. Helena Leal, da Confederação do Comércio de Portugal, a consultora de marketing Ana Neves o empresário vice-presidente da Junta de Freguesia de Famões, Alberto Barreiro, além da Dra. Maria da Paz, da Associação Comercial da cidade do Porto, que destacou a iniciativa do intercâmbio empresarial para o melhor conhecimento do mercado português por parte dos empresários sergipanos e lembrou que muitas oportunidades de negócio poderão ser feitas com a parceria firmada entre as entidades, visando um livre comércio mais fluído e eficaz para os dois países. “Para nós é sempre um prazer receber os empresários brasileiros, pois o Brasil é um país irmão e temos consciência de que há muitas oportunidades de negócios a serem feitas de maneira bilateral. Estamos de braços abertos para poder ajudar aos empresários sergipanos que aqui quiserem adquirir conhecimento e também nos ajudar a melhorar nossos negócios”, comentou.




Sescanção bate recorde de inscrições

A maior mostra de música de Sergipe, Sescanção, promovida pelo Sistema Fecomércio-Sesc, registrou um volume recorde de inscrições de músicas de cantores sergipanos, para a sua 15ª edição, que será realizada nos dias 30 e 31 de outubro, no Teatro Atheneu, em Aracaju.

De acordo com o coordenador do evento, André Gusmão, foram apresentadas para a avaliação da comissão de representantes, 330 músicas, enviadas por 110 cantores sergipanos que almejam ficar entre os 15 participantes selecionados para participar das apresentações no palco principal do evento, além de realizarem pocket shows organizados pelo Sistema Social do Comércio (Sesc) de Sergipe. A comissão é composta pelos artistas Emanuel Jorge, Antônio Passos, Rubens Lisboa, Mingo Santana, Fábio Oliveira, pelo professor Wolney Nascimento e pelo coordenador André Gusmão.

“Conseguimos alcançar um volume surpreendente de inscrições. Estimávamos a participação de cerca de 100 artistas, mas chegamos ao volume de 110 e cada um com três canções, perfazendo 330 músicas inscritas. Foram vários cantores e compositores que procuraram o Sesc, para participar do evento realizado pela Fecomércio”, disse Gusmão.

Segundo o presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, a qualidade musical dos trabalhos inscritos é muito alta e isso tem dificultado a avaliação feita pelos profissionais que estão fazendo a triagem para encontrar os 15 participantes da apresentação final. Laércio destacou que a música sergipana continua crescendo em qualidade e os novos talentos que se inscreveram mostraram que Sergipe continua um grande celeiro da boa música.

“Estive acompanhando os trabalhos de triagem e avaliação das músicas inscritas. São materiais de altíssima qualidade. Fiquei surpreso com a dificuldade que está sendo para os nossos avaliadores em selecionar as canções apresentadas para participar do Sescanção. Os artistas sergipanos estão cada dia melhores e participando com os mais variados gêneros musicais, o que deixou toda nossa comissão muito feliz. A qualidade musical e sonora é muito alta. O que também me deixa muito feliz é o volume de participantes, isso prova o quanto o Sescanção é importante para o cenário musical de Sergipe”, avaliou Laércio.

Os trabalhos de seleção dos participantes do Sescanção 15ª Edição seguirão até a próxima sexta-feira (21), quando serão conhecidos os nomes que dividirão o palco do Teatro Atheneu com os 15 menestréis convidados. Os 30 artistas farão as apresentações em um dois dias de espetáculo, que em seu final terá uma grande homenagem à cantora Antônia Amorosa nos dias 30 e 31 de outubro. Até lá serão realizados shows de curta duração com todos os participantes em vários locais escolhidos pela coordenação da mostra de música.

sescancaofoto