Relação Estado x Empresas: “Doença e cura”


Publicado em : 27/09/2019 | por Marcio Rocha | Agência Comércio | Atualizado em: 01/10/2019


A Fecomércio Sergipe recebeu na quinta-feira (26), o advogado paulista Walfrido Warde, doutor em Direito Comercial, especialista de renome internacional no direito empresarial e no combate à corrupção na esfera pública e privada, para uma palestra com o tema “Relação Estado X Empresas: Doença e Cura” direcionada aos empresários sergipanos, que conheceram mais sobre as ações da política anticorrupção e como a prática delituosa prejudica a atividade empresarial.

Warde palestrou para uma plateia composta por empresários, juristas, profissionais liberais, além do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Sergipe, Inácio Krauss e do deputado estadual Zezinho Guimarães. Ele explicou sobre os processos burocráticos que permeiam o funcionamento da máquina pública, que atravancam o desenvolvimento econômico, comentou sobre os dois lados do processo burocrático, o bom e o ruim, além de falar sobre projetos importantes que estão em tramitação no Congresso Nacional, que promoverão mais facilidade para o exercício da atividade empresarial. Walfrido Warde, também comentou sobre a estruturação política internacional, comparando com a brasileira, o que permite o exercício da corrupção por pessoas que não tenham comportamento ético e como as dificuldades impostas para a implementação de empresas prejudicam o desenvolvimento da economia brasileira, provocando severos danos ao erário como as sucessivas descobertas de práticas delituosas dos envolvidos na “Lava Jato”.

“Precisamos fazer com que as empresas nasçam rapidamente, para estimular o empreendedorismo. Também é necessário capacitar o empresário para entender como movimentar o seu negócio. A falta de gestão leva à mortalidade empresarial, e 90% das empresas não resistem a um ano de vida, pela falta de gestão”, disse Walfrido Warde, destacando que a legislação brasileira não promove adequadamente a recomposição de empresas, a exemplo das que entram em situação falimentar, que não podem vender seus ativos para continuarem em operação. Segundo ele, é necessário acabar com a burocracia ruim, pelo bem da situação econômica do país.

O advogado agradeceu a oportunidade de vir palestrar para os empresários sergipanos, destacando a importância da Fecomércio como agente fomentador do setor produtivo local. “A Fecomércio é a casa das máquinas do comércio do estado, responsável pela defesa do setor e lutar pelos interesses empresariais. Ter na entidade um homem como o deputado Laércio na presidência deve ser um motivo de orgulho para vocês, pois estão bem representados como classe e politicamente”, afirmou.

O empresário Renato Alves destacou a importância da temática abordada, valorizando as ações de combate a corrupção destacadas por Walfrido Warde, além de ressaltar o trabalho da Fecomércio no processo de qualificação empresarial.

“Receber um grande nome do direito nacional em Sergipe, para falar conosco sobre como devemos combater a corrupção nas empresas e no mecanismo público é muito importante. As informações que ele nos trouxe acerca da operação “Lava Jato” foram fundamentais para entender como isso é nocivo para nosso país. Ele foi brilhante em sua assertiva e nos trouxe muito conhecimento. A Fecomércio está de parabéns por promover uma palestra com essa qualidade, levando mais capacitação para os empresários sergipanos. O trabalho do presidente Laércio Oliveira nesse aspecto faz com que nossa classe empresarial esteja melhor preparada”, disse.

O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, agradeceu a participação de Warde em Sergipe, trazendo sua amplitude de conhecimento para ajudar a formar empresários mais conscientes da importância de sua atividade e estímulo à geração de emprego e renda para o estado.

“Aprendemos muito hoje sobre a formação das empresas, sobre a importância social das empresas e como os empresários são fundamentais para o desenvolvimento da nossa economia, com foco no crescimento dos negócios de maneira ética, responsável e focada na geração de emprego para nosso povo. Quanto mais correta a empresa for, mais respeitada ela será na sociedade e fortalecerá a economia. Além disso, o doutor Walfrido explicou com muita clareza os danos que a corrupção provoca em nosso país. Precisamos de mais combate aos crimes de corrupção e continuar estimulando o comportamento ético nas pessoas, empresas e agentes públicos”, finalizou.

 

image_pdfimage_print
Tags: , , , , , ,
Autor : Marcio Rocha | Agência Comércio
Categorias : Notícias