Razão Social: Sesc e parceiros levam mutirão de serviços ao bairro 17 de Março


Publicado em : 18/05/2019 | por Helmo Góes | Agência Comércio | Atualizado em: 23/05/2019

Equipe do Projeto Razão Social comemora o sucesso do evento - Foto : Jorge Coelho

Um mutirão de cidadania! Assim foi o Razão Social, projeto que o Sesc realizou na Praça Mariana Moura, localizada no bairro 17 de Março, zona de expansão de Aracaju. O evento aconteceu na manhã e tarde deste sábado, 18 de maio, e atraiu um público de cerca de dois mil visitantes, a maior parte em busca de atendimento nos diversos serviços essenciais ofertados pelo mutirão, como exames médicos, emissão de documentos, orientação jurídica, corte de cabelo, cadastro de currículos, dentre outros.

Mas para realizar esse grande evento, o Sesc contou com o apoio de órgãos que disponibilizaram suas equipes e equipamentos para atender às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Foram parceiros do Sesc, a Fecomércio, o Senac, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Defensoria Pública de Sergipe, o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), o Núcleo de Apoio ao Trabalho (NAT), as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde, a Guarda Municipal, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), a Polícia Militar do Estado de Sergipe, a Família na Praça, Secretaria Municipal de Assistência Social, Instituto Mariana Moura, Universidade Tiradentes e Marvitel.

O Sesc mobilizou suas equipes e levou ao público ações como o BiblioSesc, uma biblioteca itinerante, Sesc Saúde Mulher, com exames de lâmina e mamografias, OdontoSesc, com atendimentos odontológicos, além do projeto Brincando com Arte, com diversas brincadeiras e atividades esportivas para a criançada.

De acordo com a diretora regional do Sesc, Aparecida Farias, a convite do Instituto Mariana Moura, a instituição passou a desenvolver ações pontuais voltadas para os moradores do 17 de Março. No entanto, entendendo a necessidade de ampliar os acessos para atender à demanda crescente, implantou há dois anos o projeto Sesc Com.Unidade, pensado pelo Departamento Nacional, por meio do Programa de Assistência. O Razão Social nada mais é do que mais uma etapa do Sesc Com.Unidade, em uma ação mais fortalecida.

“O que fazemos aqui é tão somente interagir com a comunidade com todos esses projetos do Sesc e com todos esses parceiros que aqui estão. Essa é a festa da família, e o Sesc é família. Trouxemos o brincar, o lazer, a cultura, a dança, o teatro, mas também o Saúde Mulher, que era um anseio antigo das mulheres daqui, e o OdontoSesc para atender à comunidade carente. É para isso que estamos aqui. Trazer cidadania às pessoas e garantir que elas tenham acesso aos serviços básicos que ofertamos e também os nossos parceiros”, disse Aparecida.

Carla Xavier (Diretora da DPS), Aparecida Farias (Diretora do Sesc), Laércio Oliveira (Presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac), Adelaide Moura (Representante do Instituto Mariana Moura) e Priscila Felizola (Diretora do Senac) – Foto : Jorge Coelho

Laércio Oliveira, presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, acredita que o projeto e demais ações do Sistema no 17 de Março cumprem o objetivo de diminuir o abismo social existente naquele local, onde a realidade de vulnerabilidade social é gritante. “Com a chegada do Sesc e o apoio do Senac este cenário vem mudando por meio de ações educativas nas áreas de saúde, cultura e lazer, mas, ainda era preciso avançar. E o Razão Social deu um passo mais à frente. Ele quis saber como você está, como estão seus documentos, como está a sua saúde, como estão os seus filhos, traga-os à praça. Eu preciso abraçar toda a equipe do Sesc porque esse já é um projeto consagrado em sua primeira edição. Tenho certeza que, ao final do dia, centenas de pessoas terão sido atendidas. É um projeto que nos aproxima ainda mais das comunidades, mas de uma forma diferente. Procurando cuidar das pessoas no ambiente onde elas vivem. Exatamente nessa praça que leva o nome de uma filha minha”, declarou, emocionado, o presidente da Fecomércio, citando a filha Mariana Moura, que dá nome não só à praça, mas ao instituto parceiro do Sesc na realização dos projetos Sesc Com.Unidade e Razão Social.

Prefeitura e Governo do Estado

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, e a vice-governadora do Estado, Eliane Aquino, prestigiaram o evento e percorreram todos os stands, dentre eles aqueles ocupados por serviços promovidos pela administração municipal ou estadual, a exemplo da emissão de carteira de identidade, testes rápidos de HIV, hepatite e sífilis, e outros.

Nogueira aproveitou para assinar, com Laércio Oliveira, o convênio que prorroga, por mais um ano, a cessão daquele espaço, que pertence à prefeitura, para que o Sesc continue realizando atividades no local. “É um momento muito importante porque esse é um convênio de uma parceria que tem dado muito certo. Faz com que essa unidade da prefeitura de Aracaju tenha atividades e, mais que isso, possa prestar um importante serviço à população. E é isso que estamos vendo hoje. São ações que colaboram para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, ressaltou o prefeito.

“É uma população que vive muito afastada de direitos sociais, e ter uma ação dessa, onde temos Governo do Estado, prefeitura e o Sistema S, todos nós ganhamos. Quando trazemos os direitos das pessoas de serem cidadãs, conseguimos equilibrar o que chamamos de justiça social. Espero que tenhamos força para levar cada vez mais ações assim para todo o estado de Sergipe”, disse Eliane.

Senac Para o Razão Social, o órgão componente do Sistema Fecomércio levou uma extensa programação de atividades, como a oficina de Automaquiagem, realizada dentro da unidade móvel Saúde e Beleza. O Senac também ofereceu o serviço de corte de cabelo e as oficinas de Manicure e Pedicure, Confecção de Arranjos e Preparos de Trufas, além de palestras sobre primeiros socorros, como se comportar em ambiente de trabalho, alimentação infantil, elaboração de currículo e cuidados com a saúde do bebê.

“O Senac fica muito feliz em fazer parte desse projeto, junto com o Sesc, a Fecomércio e todos os parceiros. Dentro da nossa programação, buscamos trazer algumas oficinas de retorno financeiro imediato. Elas trazem renda para as famílias, o que é muito importante para a inclusão social”, disse Priscila Felizola, diretora regional do Senac.

Gratidão Em todos os cantos da praça, populares aproveitavam os serviços oferecidos no evento. Ao saírem de um, dirigiam-se a outro a fim de aproveitar ao máximo os benefícios durante as seis horas de programação. Foi o caso da doméstica Crislaine de Lima, moradora do 17 de Março, que foi umas das primeiras pessoas a chegarem. “Fui ao dentista, fiz a oficina de manicure e de automaquiagem, e quero fazer ainda mais coisas se tiver tempo. É importante para mim, para os meus filhos, vizinhos e amigos. É uma melhoria para o nosso bairro e que a gente possa ter cada vez mais eventos como esse aqui na região”, torceu Crislaine.

Desempregado, Luís Santos comemorou poder cortar o cabelo de graça e obter orientações na Defensoria Pública acerca de problemas com a aposentadoria do filho com necessidades especiais. O vigilante também aproveitou para fazer atendimento odontológico na unidade OdontoSesc e agradeceu pelo oportunidade de realizar tantos serviços gratuitos em um mesmo local.

“Esse é um bairro carente e as pessoas precisam de um incentivo. Estou desempregado e, às vezes, não tenho 10 reais para cortar o cabelo. Atendimento odontológico aqui na região também é complicado, mas consegui resolver meu problema em poucas horas. Espero que eventos como esse venham mais vezes ao 17 de março. Minha palavra é gratidão”, agradeceu Luís.

A presidente do Instituto Mariana Moura, Adelaide Moura, falou da importância desse evento não só para só para o público beneficiado, mas para todas as entidades participantes. “Esses projetos levam para as pessoas a consciência de que elas existem e têm um espaço, e que há muitas outras pessoas preocupadas com elas. Mas são também fundamentais para as instituições, para de quem é a responsabilidade de fazer e levar o social. Para que elas tenham cada vez mais a consciência do seu real papel, da sua missão. Aqui a troca é positiva, real e concreta”, declarou Adelaide.

Confira a Galeria de Fotos : https://flic.kr/s/aHsmyhy2Yf  

Projeto Razão Social - Bairro 17 de Março

image_pdfimage_print
Tags: , , , , ,
Autor : Helmo Góes | Agência Comércio
Categorias : Notícias