Julho apresenta saldo negativo em empregos


Publicado em : 27/08/2015 | por Marcio Rocha | Agência Comércio | Atualizado em: 02/02/2016


Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), apresentados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que versam sobre o volume de empregos em Sergipe no mês de julho foram analisados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio-SE) e apresentam novo aumento no número de demissões em Sergipe.

Segundo os números apresentados, o número de trabalhadores com carteira assinada no estado diminuiu em 1.082 postos de trabalho, sendo realizadas 7.910 contratações e 8.992 demissões nas empresas do estado. O setor que mais contribuiu para a queda de 0,36% de trabalhadores formais entre os meses de junho e julho foi a Indústria de Transformação, que apresentou -453 trabalhadores registrados com carteira assinada.

O setor de Comércio fechou julho com -408 trabalhadores, seguido pelo setor de Serviços, que apresentou -389 postos de trabalho no mês, ocupado a terceira posição em queda. Os Serviços Industriais de Utilidade Pública apresentaram queda de -18 trabalhadores e o setor de Extrativismo Mineral fechou com -7 vagas de trabalho.

A Agropecuária apresentou retomada do crescimento ao fechar o sétimo mês do ano com 144 novas contratações, a Construção Civil apresentou a recuperação de 47 postos de trabalho e a Administração Pública fechou julho com dois trabalhadores a mais que o mês de junho.

Sergipe foi o estado do nordeste que mais contratou nos últimos 12 meses, mas também foi o que mais demitiu e por isso aparece como o estado que tem o segundo maior número de desempregados na região (44.744). Pela primeira vez, em 14 anos, o estado apresenta um saldo negativo de emprego.

O Emprego nos Setores do Comércio e Serviços

 O comportamento do emprego formal no setor de serviços no mês de julho, apresentou saldo negativo (-389). Este foi o terceiro mês consecutivo que o setor apresenta fechamento de postos de trabalho. No ano, o saldo de empregos é de (-181), em 12 meses o setor acumula um saldo positivo de 1.145 geração de postos de trabalho.

O setor do comércio voltou a fechar vagas em julho. Em julho, foram desligados (-408) trabalhadores. No ano, o comércio já acumula um saldo negativo de 1.302 postos de trabalhos fechados. Em 12 meses o saldo é positivo de 1.373 trabalhadores.

Segundo o presidente da Fecomércio Sergipe, Laércio Oliveira, a situação do emprego em Sergipe é preocupante, já são -7.170 desempregados no Estado, no período de sete meses. Considerando o mesmo período do ano passado, o saldo de empregos foi de 1.404 postos gerados.

image_pdfimage_print
Tags: , , , ,
Autor : Marcio Rocha | Agência Comércio
Categorias : Notícias