Intenção de consumo das famílias aracajuanas mantém estabilidade


Publicado em : 26/06/2019 | por Marcio Rocha | Agência Comércio | Atualizado em: 01/07/2019

foto : freepik.com

Os seis primeiros meses do ano de 2019 foram marcados pela manutenção da estabilidade do índice que aponta a intenção de compras das famílias aracajuanas, de acordo com pesquisa de Intenção de Consumo da Famílias (ICF) realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), analisada pela Fecomércio Sergipe. Desde janeiro, o índice está mantendo o nível de 100 pontos, com leve oscilação positiva em fevereiro, março e abril, e pequena oscilação negativa em maio e junho.

O ICF de junho foi marcado pelo resultado de 100,2 pontos, que comparado ao mesmo mês do ano passado, cresceu 3,8 pontos. Dante de maio, o ICF atual apresentou uma leve redução de -0,6 pontos. No detalhamento por faixa salarial, as famílias aracajuanas que têm até 10 salários mínimos mensais de renda registraram 98,4 pontos. Já entre as famílias que possuem renda superior a 10 salários mínimos, o ICF registrou 119,5 pontos.

Emprego atual

O indicador de confiança no emprego atual dos membros das famílias pesquisadas, apresentou uma leve queda entre maio e junho. De 116,1 pontos, recuando para 113,3, com redução de -2,4%. O número, entretanto, é 1,6 pontos maior que junho do ano passado. A perspectiva do emprego atual para as famílias com renda até 10 salários mínimos é de 111,6 pontos, já para as famílias com renda superior a 10 salários, o indicador atingiu 130,9 pontos.

Compras a prazo

O indicador que mede a perspectiva das famílias realizarem compras a prazo elevou em 2%, saindo de 107 pontos em maio, para 109,1 pontos em junho. A perspectiva de compras a prazo das famílias cresceu 2,3 pontos se comparado a junho de 2018. O que caracteriza otimismo das famílias aracajuanas. Detalhado entre as famílias por faixa salarial, o indicador está em 106,7 pontos para as famílias com renda até 10 salários e 135,5 para as famílias com renda familiar superior a 10 salários mínimos mensais.

A CNC ouviu 500 famílias em Aracaju, no período correspondente aos últimos 10 dias de maio, para a realização da pesquisa.

image_pdfimage_print
Tags: , ,
Autor : Marcio Rocha | Agência Comércio
Categorias : Notícias