Inova + Sergipe realiza nova reunião com entidades participantes


Publicado em : 22/05/2019 | por Assessoria de Comunicação | Agência Comércio | Atualizado em: 22/05/2019


O Inova + Sergipe, desenvolvido pela Câmara Empresarial de Tecnologia e Inovação da Fecomércio, realizou sua nona reunião na manhã desta quarta-feira, 22 de maio, com os agentes participantes do projeto. A reunião aconteceu no prédio da reitoria do Instituto Federal de Sergipe (IFS), no bairro Jardins, em Aracaju. Na pauta, a apresentação da consolidação do planejamento estratégico do Inova +, novidades sobre o andamento do projeto Centelha e previsão para o Tecnova II, e definição de novas ações do grupo. O objetivo do Inova + é transformar a realidade econômica de Sergipe até 2030, aumentando a competitividade no estado, gerando emprego e renda para a população por meio do desenvolvimento tecnológico.

Durante a reunião, Roger Barros, coordenador da Câmara Empresarial de Tecnologia e Inovação da Fecomércio e idealizador do Inova +, trouxe detalhes sobre o andamento do Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores – Programa Centelha, que através de edital vai destinar um milhão e duzentos mil de reais para startups e seus projetos inovadores em Sergipe. A previsão é que o edital seja lançado no próximo dia 03 de junho.

“Captamos recursos da Finep na ordem de três milhões e duzentos mil reais, dos quais um milhão e duzentos mil serão destinados ao projeto Centelha que já está em encaminhamento e cujo edital será lançado em breve pela Fapitec. Devemos ter cerca de trinta startups selecionadas e uma média de quarenta mil reais para cada uma desenvolver seus projetos inovadores. Isso significa uma injeção direta de capital para que elas posam ter força para desenvolver um produto que possa ser testado e homologado e, com isso, de repente até ter investidores que destinem seus recursos para que elas possam se tornar grandes empresas”, explicou Barros, citando a Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec).

Barros falou, ainda, sobre o projeto Tecnova II, que destinará dois milhões de reais às micro e pequenas empresas, com foco no apoio à inovação tecnológica. Ambos os projetos têm recursos garantidos através da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), empresa vinculada ao Governo Federal. “Os recursos para o Tecnova II são da ordem de dois milhões de reais, destinados às empresas que tenham projetos inovadores sendo desenvolvidos dentro delas. Cada empresa poderá receber até cento e vinte mil reais de aporte financeiro”, adiantou.

O coordenador ainda fez um balanço do projeto Inova + Sergipe, que em breve completará um ano desde seu lançamento. “O saldo é positivo, pois reunir todas essas entidades em prol de um projeto de inovação no estado não é uma tarefa fácil. Cada uma trabalha de maneira individual e o que estamos fazendo, diante de todo esse cenário de crise, é somar forças, quebrar essas barreiras e esse individualismo e gerar um ambiente de cooperação em nosso estado, para que possamos juntos ter uma saída com projetos de inovação que gerem renda e emprego”, disse.

“Ao longo deste primeiro ano, têm surgido novas adesões à medida que o projeto avança e ações são concretizadas. Já trouxemos para Sergipe diversos cursos e treinamentos, dentre eles um workshop sobre internacionalização das empresas, para o qual trouxemos um especialista dos Estados Unidos. Estamos criando um ambiente de inovação no nosso estado, para que o ecossistema tecnológico comece a funcionar de forma mais eficiente. Estamos no mundo da transformação digital, da indústria 4.0, e não podemos ficar à reboque da tecnologia. Temos que pegar carona com ela e transformar cada vez mais esse nosso ambiente e ver o nosso estado de Sergipe em franco desenvolvimento”, declarou.

Participantes
Além do IFS, Fapitec e Fecomércio, o projeto Inova+ Sergipe conta com a participação do FIES, Sebrae, Unit, UFS, Senac, IEL, Sedetec, Celse, SergipeTec, Emgetis, Prefeitura de Aracaju, Prefeitura de São Cristóvão, Caju Valley, ITPS, Banese, BNB, além de diversos representantes da classe empresarial sergipana.

image_pdfimage_print

Autor : Assessoria de Comunicação | Agência Comércio
Categorias : Notícias