Inova + Sergipe fará mapeamento do ecossistema de inovação no estado

image_pdfimage_print

O Inova + Sergipe, projeto que quer promover a revolução socioeconômica no estado de Sergipe para os próximos anos, com foco na criação de um ambiente favorável à inovação e criatividade com geração de emprego e renda para a população sergipana, deu mais um passo para sua realização. Foi decidido na reunião da Câmara Empresarial de Tecnologia e Inovação da Fecomércio, na quarta-feira (04), que o mapeamento dos atores que promovem empreendedorismo e inovação com suas respectivas ações em nosso estado será desenvolvido, para o conhecimento e definição dos próximos passos a serem dados pelos grupos de trabalhos que compõem os quatro Eixos do Inova + Sergipe.

O mapeamento destes atores do estado será realizado por meio de pesquisa que será conduzida pela equipe do Inova + Sergipe. Com a análise dos resultados, será feito o diagnóstico do cenário de inovação e empreendedorismo no estado. O mapeamento visa conhecer os atores que serão integrados ao projeto, com a definição das cadeias de referências correlatas a cada atividade em desenvolvimento pelas entidades e empresários locais. A cadeia produtiva do setor de tecnologia e inovação no estado é um mecanismo forte para dar mais envergadura para o Inova + Sergipe. O coordenador do projeto, Roger Barros, que também coordena a Câmara Empresarial de Tecnologia e Inovação da Fecomércio, destaca a importância do mapeamento das diversas atividades inovadoras do estado, como uma ferramenta fundamental para o êxito do projeto.

“Toda nossa vida passa por inovação, esse setor da economia criativa tem crescido de forma avassaladora e tem a tendência de ser o maior gerador de emprego e renda para os sergipanos. A inovação é sinônimo de inteligência e networking entre as empresas, o que dá segurança para o exercício da atividade empresarial e faz com que tenhamos resultados positivos para o estado, pensando fora da caixa. Mapear as iniciativas desenvolvidas no estado vai facilitar a captação de recursos para o desenvolvimento empresarial local, dando mais possibilidade de fazer os investimentos necessários para a concretização dos nossos objetivos de transformação social em Sergipe”, comentou.

O coordenador destacou que já existem dois editais disponibilizados para a captação de investimentos para o desenvolvimento das empresas através da inovação. Roger lembrou que a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública de estímulo ao desenvolvimento de tecnologia, ciência e inovação, está gerando oportunidade de aquisição de recursos para os melhores projetos apresentados pelos empreendedores. Barros ressaltou que Sergipe apresenta atualmente trabalhos em andamento por 35 startups e uma aceleradora de empresas sendo constituída e que em breve estará apoiando projetos com alto potencial de crescimento.

O professor Marcos Wandir Lobão, representante da Universidade Tiradentes (Unit), apresentou o plano de trabalho do eixo de capital e mostrou os editais disponibilizados pela Finep. O professor mostrou o planejamento para o financiamento das empresas e aceleração dos projetos desenvolvidos em Sergipe. Dentro de sua apresentação, Marcos Wandir sinalizou que serão feitas as avaliações das ideias, dos planos de negócios das atividades e viabilidade empresarial, além da aceleração do empreendimento e desenvolvimento de infraestrutura operacional para a realização e acompanhamento dos projetos.

“Apresentar propostas nesses editais é fundamental para incentivar as empresas que têm projetos inovadores e consolidar o sistema de inovação estadual. O programa Inova + Sergipe apoia esta iniciativa para criar um ambiente propício que estimula os empreendedores a elaborar bons projetos, apoiando sua execução e criando mecanismos de proteção, comercialização e ampliação de escala dos novos processos e produtos oriundos dessas inovações”, afirmou o professor.

image_pdfimage_print