Fecomércio promove 1º Ciclo de Negócios da Câmara Empresarial de Serviços

A Fecomércio de Sergipe realizou o 1° Ciclo de Negócios da Câmara Empresarial de Serviços durante toda a sexta-feira, 05 de outubro. Na programação da manhã, os empresários assistiram a uma palestra motivacional sobre vendas e outra sobre como obter crédito com segurança. À tarde, uma rodada de conversas entre representantes de mais de 30 empresas, a fim de que se conhecessem, estreitassem laços e pudessem iniciar negociações. O evento aconteceu no salão de eventos do Hotel Sesc Atalaia.

Segundo Paulo Monte, coordenador da Câmara, além de fomentar negócios, o objetivo do evento foi apresentar a Fecomércio como a casa do empresário do comércio de serviços. “Os empresários tiveram acesso a palestras e informações valiosíssimas, e a oportunidade de conversar entre si e iniciar negociações. Então tivemos cerca de 30 empresários em uma oportunidade rara de, em poucas horas, esses encontros acontecerem e um apresentar seu produto ao outro, despertar o interesse e criar o networking”, disse o coordenador.

“Além disso, tiveram a chance de conhecer a Câmara de Serviços da Fecomércio, que é a casa do empresariado sergipano. É na Câmara que os empresários do setor de serviços se unem e se fortalecem para enfrentar o mercado. Esse setor é responsável pela grande produtividade da capital sergipana, sempre foi, e é muito pouco reconhecido. Empresários trabalham arduamente e são esquecidos, então é preciso que os unamos para fortalecer a classe e fazer ouvir a nossa voz”, completou Paulo Monte. 

O superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, deu boas-vindas ao empresariado e ressaltou a importância do setor de serviços. “O objetivo da Câmara Empresarial de Serviços é justamente reunir essas empresas, pois é um setor que cresceu mais de 70% nos últimos 50 anos e é o que mais demanda funcionários e segura a questão do emprego. Com a Câmara, esperamos que esses empresários criem a consciência de que a Fecomércio está de portas abertas para acolhê-los e ajuda-los no que for necessário, para que o setor continue crescendo, gerando empregos e movimentando a economia”, declarou Maurício.

Investimentos nas empresas

Dentre as palestras que abriram o Ciclo de Negócios, a consultora do Sebrae, Angélica Costa, acompanhada de representantes do Banese e Banco do Nordeste, ofereceu orientações aos empresários sobre como obter crédito com segurança junto aos bancos. “Elaboramos uma cartilha com essas orientações, pois fizemos a nossa pesquisa detectou que a maioria dos Microempreendedores Individuais já vai logo pegando um empréstimo sem um projeto de viabilidade. Nossa orientação é que ele obtenha esse crédito com segurança, pois está claro que o dinheiro não vai garantir o sucesso da empresa, mas a criatividade que ele utiliza na condução do seu negócio”, disse a consultora.