Fecomércio faz doação de placas a Secretaria de Segurança Pública

Colaborando com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) doou cerca de 60 placas para fixação em ruas e avenidas da cidade, informando locais em que estão instaladas câmaras de vídeo, os números do Ciosp (190) e do Disque Denúncia (181). A reivindicação das placas foi feita ao presidente da Fecomércio, Abel Gomes da Rocha Filho; pelo secretário adjunto João Batista Santos Júnior, da Segurança Pública, durante reunião realizada na SSP, quando comerciantes foram reivindicar mais segurança para o comércio central e o do bairro 13 Julho, em Aracaju, que vinham sendo alvo de constantes arrombamentos.

 Segundo João Batista, apesar da Constituição Brasileira ser bem clara, ao afirmar que a segurança pública é uma obrigação do Estado, isso não impede de ser um dever de toda a sociedade, inclusive de instituições organizadas, a exemplo da Federação do Comércio. “Sempre estamos tentando fazer parceria com a Fecomércio, principalmente nas festas de final de ano, quando o movimento de pessoas no comércio central e de bairros, aumenta consideravelmente. Nós temos limitações graves no tocante a efetivo, mas sempre que possível, estamos desenvolvendo um trabalho mais consistente”, disse, acrescentando que um desses trabalhos que a SSP vem desenvolvendo para coibir roubos, furtos e diminuir a incidência de crimes, é o monitoramento com câmeras de vídeo. Foi justamente por isso, que recorremos à parceria com a Fecomércio.

Abel_Delegado

 De acordo ainda com o secretário adjunto da SSP, a federação foi sensível à necessidade da polícia, para que pudéssemos dar amplitude à divulgação desse trabalho, informando que as câmeras estão filmando para o bem do cidadão.  “A câmera de vigilância é uma tecnologia nova que estamos utilizando através do Ciosp, de forma contundente, porque passa uma sensação de segurança às regiões que têm o sistema já em funcionamento. Nos locais em que as câmeras estão instaladas, a incidência de crimes estatisticamente falando, acaba sendo menor e passa uma segurança maior para as pessoas. A sensação de segurança é muito importante, a fim de não criar pânico, inclusive para que os turistas que visitam a nossa terra, sintam que Sergipe é um Estado que tem certa tranquilidade”, afirmou.