Facilidades para farmácias são apresentadas pelo Sicofase


Publicado em : 27/03/2018 | por Marcio Rocha | Agência Comércio | Atualizado em: 27/03/2018


Na manhã de segunda-feira (26) foi realizado o primeiro Ciclo de Palestras Sicofase 2018, promovido pelo Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Sergipe (Sicofase), com duas apresentações importantes relacionadas ao setor do comércio de medicamentos no estado, além do pronunciamento do presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac de Sergipe, Laércio Oliveira.

Laércio destacou que o momento para as empresas continuarem nos rumos do crescimento é de fortalecer o associativismo, destacando a atuação do Sicofase, e da Fecomércio como entidades representativas de classe empresarial, direcionadas para buscar o melhor funcionamento do comércio de farmácias no estado, criando robustez para o setor, promovendo mais competitividade nos negócios em Sergipe, aumentando a união empresarial, com vistas para o crescimento mútuo dos negócios.

“A representação do empresário do comércio é seu sindicato e a Federação do Comércio, nós temos aqui a visão aberta para dar os melhores meios para que as empresas continuem crescendo e aumentando a geração de emprego e renda para nosso estado. O trabalho coletivo é muito mais forte e dá mais resultados positivos para nossos negócios, pois a união é o melhor caminho para o crescimento das empresas. Façam daqui a casa de vocês”, disse Laércio.

Foi realizada a apresentação de um estudo elaborado pelo Departamento de Economia da Fecomércio, feito pela economista Sudanês Pereira, que mostrou números do setor como faturamento, público consumidor, empregabilidade, aumento da população idosa, expectativa de vida, aumento da renda da população e movimentação de receita do setor no Brasil e em Sergipe. A economista também apresentou uma radiografia do varejo farmacêutico no estado, com dados de movimentação financeira, total de pessoas empregadas nos estabelecimentos do setor, posicionamento do setor na economia local e perspectivas de crescimento da atividade.

Além do estudo econômico sobre o setor, também foi feita a apresentação do projeto PharmaCare, uma parceria do Sicofase com a Cooperativa Irmã Lourdes, feita por Jaqueline Lima, presidente da cooperativa. O projeto consiste na atuação ampliada das farmácias como farmácias-clínicas, modelo que promove a integração das farmácias com profissionais de equipes multidisciplinares de saúde visando ampliar o atendimento aos consumidores e uma melhor qualidade de vida para o público.

A prestação dos serviços da PharmaCare é feita por mais de 720 cooperados da Irmã Lourdes, que atuam nas mais variadas vertentes da área de saúde, como fisioterapia, nutrição, enfermagem, entre outras por meio de ações cruzadas com a atuação da farmácia. A PharmaCare visa a promoção de saúde preventiva e curativa, com projetos de integração com as farmácias. O exemplo apresentado foi o desenvolvimento de uma ação com as farmácias da Rede Sergipana de Farmácias (Rede Sergifar), que envolveu a campanha “Natal Iluminado” realizada pela Fecomércio, no final do ano passado.

O presidente do Sicofase, Alex Garcez, valorizou a iniciativa da PharmaCare, lembrando que esse modelo de atendimento é uma constante no mercado internacional e que vem se desenvolvendo cada vez mais no Brasil.

“Ações como essa são importantes para as farmácias que querem evoluir com seus negócios, promover atendimento especializado em várias disciplinas da saúde é fundamental para darmos à nossa população mais saúde e qualidade de vida. Os planos de atendimento específicos para cada paciente vão garantir a eficácia no tratamento de suas doenças e encontrar de maneira mais rápida a cura para os problemas. Os acompanhamentos serão realizados em forma de prontuário para que o médico sempre fique ciente do que está acontecendo. Isso é uma evolução do conceito de saúde em Sergipe, pois a iniciativa da PharmaCare é inédita no estado e tende a crescer bastante, por isso apresentamos aos empresários essa modalidade que vai aumentar a fidelização do público às farmácias, seja onde for, pois a farmácia é um empreendimento fundamental para as pessoas e que conhece as individualidades de cada um, podendo atender melhor ao público de forma personalizada”, afirmou Alex.

As farmácias-clínicas atenderão os mais variados procedimentos indicados pelos médicos, como tratamentos, acompanhamento de doenças crônicas e outras ações que buscam melhorar a qualidade de vida das pessoas, com projetos adequados para a realidade de cada estabelecimento farmacêutico do estado, relacionado à sua comunidade. Os atendimentos são personalizados, como ações específicas para grupos que demandam mais atenção para a saúde como idosos, cardiopatas, convalescentes, crianças, pessoas com obesidade e problemas na coluna, entre outras patologias.

A reunião também contou com a apresentação da Câmara Empresarial de Farmácias da Fecomércio, agremiação empresarial que trabalha para buscar os mecanismos mais práticos para a melhor compreensão do funcionamento do setor e de como as empresas devem se comportar no mercado. A apresentação foi feita pelo superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, que destacou as ações da entidade em favor da atividade econômica.

“A Câmara Empresarial de Farmácias foi uma ideia do presidente Laércio Oliveira, que visa aprofundar os conhecimentos dos empresários sobre a atividade e como fazer para melhorar o ambiente de negócios no estado, promovendo a união dos empresários, para que haja integração e que as demandas do setor e seus representantes sejam entendidas e as soluções encontradas”, comentou Maurício.

image_pdfimage_print
Tags: , , ,
Autor : Marcio Rocha | Agência Comércio
Categorias : Notícias, Sindicatos