Empresários querem melhorias para o comércio central de Aracaju


Publicado em : 10/10/2012 | por Carlos Fiel | Agência Comércio | Atualizado em: 02/02/2016


O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, recebeu no final de tarde do dia 3 de setembro, em seu gabinete de trabalho, uma comissão de empresários da área do comércio, liderada pelos presidentes da Federação do Comércio (Fecomércio), Abel Gomes da Rocha Filho e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Aracaju, Samuel Schuster. Os empresários foram agradecer alguns benefícios feitos no trânsito do comércio central de Aracaju e ao mesmo tempo, cobrar algumas reivindicações acordadas na primeira reunião realizada no auditório do Banese e que não foram atendidas.

Falando na ocasião, Abel Gomes, citou como exemplo do não atendimento pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Smtt), a liberação de um dos lados da rua Capela, para estacionamento de veículos, no horário das 9h às 16h e o mesmo das ruas Itabaiana/Itabaianinha. “Apesar das medidas não terem sido atendidas num todo, a liberação do estacionamento de veículos nas ruas Santo Amaro e Geru, melhorou em muito a movimentação de clientes no centro comercial da cidade”, afirmou.

O presidente da Fecomércio cobrou também do prefeito, a abertura do trânsito para veículos da rua José do Prado Franco, no cruzamento com a Santa Rosa. Edvaldo Nogueira por sua vez informou que a opinião dos comerciantes com relação ao problema estava dividida, com uns querendo a abertura e outros que a via permaneça fechada. Abel Gomes ficou de mandar fazer uma pesquisa, in loco, entre os comerciantes, para de acordo com o resultado, o prefeito poder tomar uma decisão. “Nessa visita, viemos lembrar ao prefeito, que o final de ano está se aproximando e uma medida urgente deve ser tomada para os meses de outubro, novembro e dezembro a fim de melhorar o fluxo de pessoas fazendo compras”, resaltou.

O presidente da CDL, por sua vez, cobrou do prefeito, a recuperação do piso dos calçadões que está cheio de buracos, dificultando a movimentação de pessoas. Ele disse que o final de ano está chegando e não existe uma providência por parte do órgão responsável pela manutenção dos calçadões das ruas Laranjeiras e São Cristóvão para recuperá-los. “Queiram ou não, esses calçadões são a mola-mestra do centro comercial. Até os turistas que nos visitam, comentam o estado de total abandono em que se encontram os calçadões”, reafirmou.

O prefeito Edvaldo Nogueira, por sua vez, disse que via a reivindicação dos comerciantes com muita consistência. Como resultado da primeira reunião, ele disse,  foi apresentada uma solução paliativa, que se estenderá até o final do mês de setembro. “É que nós encomendamos um estudo do problema, à empresa Rua Viva, para elaborar uma solução definitiva, que estaremos apresentando aos empresários logo no início de outubro. Pretendemos construir um bolsão de estacionamento na região dos mercados centrais, com dois ônibus circulares rodando o centro da cidade, para também ajudar na solução do problema. Isso facilitará em muito a vida dos lojistas”, pontuou, acrescentando que fará de tudo para que o comércio do centro da cidade permaneça atuante e fortalecido.

image_pdfimage_print
Tags: , , , , ,
Autor : Carlos Fiel | Agência Comércio
Categorias : Notícias