Aracaju é a segunda capital com melhor renda do Nordeste

LaercioFala

A sexta edição da Radiografia de Crédito e do Endividamento das Famílias Brasileiras, pesquisa realizada pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo, estudada pela Federação do Comércio do Estado de Sergipe, apontou um número que confirma a boa condição de renda da população de Aracaju, dentre os estados da região Nordeste do Brasil, colocando-a na segunda posição, dentre as nove capitais dos estados nordestinos.

Segundo a pesquisa, feita com base em dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC), a renda média das famílias da capital sergipana é de R$ 5.756, considerada alta, colocando Aracaju na segunda posição, apenas atrás de Recife, capital do estado de Pernambuco, que tem uma renda média avaliada em R$ 5.785. A terceira capital nordestina com maior nível de renda familiar, totalizando R4 4.606 é João Pessoa, capital paraibana.

O número de famílias endividadas, analisado em pesquisa recente da Federação do Comércio de Sergipe é de 77% do total, com um total de 147.589 famílias sergipanas. O valor médio devido pelas famílias sergipanas é baixo em relação ao Nordeste, com R$ 784 de dívida média por família, ficando atrás das cidades de João Pessoa e Maceió, primeira e segunda colocadas no menor endividamento familiar, com R$ 612 e 747 reais, respectivamente.

O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, lembrou que a renda das famílias sergipanas pode ajudar na recuperação das vendas do comércio. “Com a boa condição de renda das famílias de nosso estado, o que esperamos é que a retomada de crescimento das vendas do comércio possa acontecer. As famílias colocaram o seu foco no pagamento das dívidas, mas com a estabilização da economia, acredito que o pior já está ficando pra trás e possamos voltar a ter aumento nas vendas”, comentou.

Sergipe está na quinta colocação em relação à Massa de Rendimentos dos estados do Nordeste, com R$ 1.1 bilhão, o que equivale a 0,6% do total da Massa de Rendimentos de toda a renda brasileira.