Sistema Fecomércio lança Projeto VEM, com o Ministério Público


Publicado em : 29/11/2019 | por Marcio Rocha | Agência Comércio | Atualizado em: 29/11/2019


Foi assinado na manhã de sexta-feira (29), o termo de cooperação entre o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac e o Ministério Público do Estado de Sergipe (MPSE), para o desenvolvimento do projeto VEM – Valorização e Empoderamento da Mulher, que irá proporcionar oportunidades de qualificação profissional para as mulheres vítimas de violência, assistidas pelo Ministério Público.

A parceria trata de disponibilização de vagas para cursos de capacitação e qualificação profissional realizados pelo Senac, para atender as mulheres indicadas pelo MP, com o objetivo de promover a independência financeira das vítimas de violência doméstica por meio de ações inclusivas como capacitação profissional em diversos cursos, encaminhamento ao mercado de trabalho das mulheres por meio do Banco de Oportunidades Senac Carreiras, ações de cunho educativo, cultural e social para as mulheres que se encontrem na condição de medidas protetivas determinadas pela justiça. As ações serão realizadas em conjunto, fortalecendo a atuação do MP na proteção das mulheres vítimas de violência doméstica e do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, com sua atuação direcionada em favor das mulheres em condição de fragilidade social.

O termo foi assinado pelo presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Laércio Oliveira e o procurador-geral do Ministério Público, Eduardo D’Ávila, tendo como signatárias a diretora regional do Senac, Priscila Felizola e a coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos da Mulher do MP, promotora Euza Missano.

O presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, deputado Laércio Oliveira, disse que o objetivo é mudar a situação das mulheres que sofrem com a violência, mas não possuem independência financeira para seguirem suas vidas. Para isso o trabalho de qualificação e capacitação profissional será complementado pelo encaminhamento para as oportunidades de trabalho que surgirem no Banco de Oportunidades Senac Carreiras.

“Vamos trabalhar para dar autonomia para as mulheres que sofrem com a violência doméstica, e desejam viver bem, felizes e independentes das pessoas que as oprimem. Homens e mulheres de bem, juntos para fazer o bem pelas mulheres. É preciso fazer acontecer, não apenas qualificar, mas dar o encaminhamento para o mercado de trabalho, por meio do Banco de Oportunidades do Senac, e dos cursos de qualificação, dando às mulheres liberdade, respeito e dignidade para seguirem sua vida”, disse.

A diretora regional do Senac, Priscila Felizola, falou sobre as vagas que serão disponibilizadas em diversos cursos. “Já distribuímos a programação com os cursos que começam nos primeiros meses de próximo ano e que serão disponibilizadas 8 vagas para essas mulheres e à medida que for tendo demanda, nós podemos pensar em aumentar o número de vagas. O que importa é que essas mulheres tenham independência financeira e consigam ter uma vida melhor sem depender daquele companheiro que oprime de alguma forma”, afirmou.

O procurador-geral do MP, Eduardo D’Ávila destacou que o apoio do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac é fundamental para a recuperação da dignidade das mulheres atingidas pela violência doméstica, garantindo sua independência.

“Esse trabalho com o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac irá ajudar a transformar muitas vidas para melhor, livrando as mulheres da violência, dando oportunidades de qualificação e criar independência para elas, dando autonomia e o direito de viverem suas vidas em paz, sem a opressão da violência. Agradeço ao Sistema pela disponibilidade desde o primeiro momento, pois entenderam o problema e com visão estão ajudando a resolver criando a oportunidade de transformação das vidas dessas mulheres”, comentou.

image_pdfimage_print
Tags: , , , , , ,
Autor : Marcio Rocha | Agência Comércio
Categorias : Destaques