Fecomercio instala Câmara Empresarial de Serviços

O setor que mais movimenta recursos na economia sergipana, o setor de Serviços, ganha mais força em sua representatividade no estado. Os sindicatos das empresas relacionadas ao setor, sob a batuta da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Sergipe (Fecomércio-SE), instalaram a sétima Câmara Empresarial de Sergipe. A Câmara Empresarial de Serviços foi colocada em atuação com o início das atividades, realizado pelo presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira.

Discutir o bom funcionamento, levantar as prioridades, demandas e conhecer a realidade do setor de Serviços, será o principal trabalho da Câmara Empresarial de Serviços. Para tanto, diversos empresários do setor, além dos sindicatos representativos das categorias de administração de condomínios, segurança privada, asseio e conservação, além de outras atividades relacionadas ao setor, que é o responsável tanto pela maior parte dos empregos gerados em Sergipe, quanto a maior parcela das riquezas geradas no Estado. O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, lembrou que o setor de Serviços é responsável por 53.3% de todo o volume de riquezas movimentadas no estado. Mais de 14 bilhões de reais são movimentados pelo setor de Serviços em Sergipe.

“Mais uma vez, os empresários se juntam para lutar em defesa dos interesses da categoria empresarial do setor de serviços. A Fecomércio tem as oportunidades de poder juntar os empresários, sindicatos, e interessados no desenvolvimento do setor. A Fecomércio é a casa dos empresários do setor terciário. Colocamos a nossa estrutura a serviços dos empresários. Com isso, fortaleceremos a nossa atuação em defesa do setor produtivo. Trabalhamos na busca pela qualidade e isso passa pela união empresarial, além da luta por melhores condições de trabalho para os empresários. Por isso lutamos também por um novo código comercial, que valorize as empresas e garanta nossa sustentabilidade para gerar emprego e renda”, disse o presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira.

Laércio destacou que está realizando uma atuação em nível nacional, na luta contra a carga tributária abusiva aplicada contra os empresários. Segundo ele, com a união empresarial, o setor produtivo será fortalecido e para isso, o setor de serviços deve estar ainda mais inserido no contexto político no cenário local e nacional.

Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada (Sindesp), Marco Aurélio Pinheiro, a instalação da Câmara Empresarial de Serviços é um marco histórico para o setor em Sergipe. “ A Fecomércio tem vivido uma nova fase, com uma grande aproximação dos empresários do setor produtivo e sindicatos do setor de serviços. Isso é importante para nossa unidade e pelo desenvolvimento do setor em Sergipe. Precisamos de união para poder compreender melhor nosso setor, para que alcancemos o sucesso. Pois se as empresas crescem, cresce o volume de emprego e renda do estado e da população”, afirmou Pinheiro.


A Câmara Empresarial de Serviços defenderá os interesses das empresas que trabalham em favor de toda a população sergipana. A exemplo do setor de condomínios, que atende a mais de 300 mil pessoas em Aracaju.  Sendo o setor de maior atividade em geração de empregos e renda em Sergipe, a atuação da Câmara fortalecerá o desenvolvimento de ações que ajudarão a promover ainda mais o setor que é responsável por mais de 40 mil trabalhadores em Sergipe.