Fecomércio homenageia centenário de Mamede Paes Mendonça

O empresário que desbravou o segmento do setor supermercadista pelo Brasil, reconhecidamente um dos maiores comerciantes do Brasil dos últimos 100 anos, Mamede Paes Mendonça, recebeu o reconhecimento dos seus grandes serviços prestados, empenho e sua dedicação para o desenvolvimento do comércio sergipano e brasileiro, por parte das entidades de classe empresariais sergipanas, em um evento organizado pela Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio-SE), realizado na última sexta-feira (14) no restaurante Senac Bistrô Cacique Chá, em Aracaju.

Venerado como um ícone do sucesso empresarial como comerciante, Mamede Paes Mendonça completaria 100 anos na quarta-feira (05), ocasião em que, para celebrar sua memória, a Fecomércio e as entidades representadas pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (ACESE), Fórum Empresarial, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) e Associação Sergipana de Supermercados (ASES), prestaram sua homenagem a Mamede Paes Mendonça, entregando duas placas comemorativas ao centenário do empresário sergipano, nascido em 1915, na cidade de Ribeirópolis.

Mamede Paes Mendonça construiu um legado desde o início de sua vida. Em 1933, aos 18 anos, iniciou sua vida empresarial com a compra de uma panificação. Em 1942, seus negócios já haviam se expandido até Aracaju, onde trabalhou com o comércio de secos e molhados, em mais uma empresa de sua propriedade. Mamede Paes Mendonça fundou a rede de supermercados Paes Mendonça, que teve seu ápice nos anos 90, quando era proprietário de 156 supermercados nos estados de Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Para o presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, Mamede Paes Mendonça foi um líder nato do setor supermercadista e fez de sua vida, um exemplo de vitória do empreendedorismo.

“Falar de Mamede é lembrar que ele foi o maior empreendedor que Sergipe teve nos últimos 100 anos. Ele foi o precursor do grande comércio varejista e atacadista em Sergipe e em vários estados brasileiros. Sua coragem e seu ímpeto em fazer o comércio crescer, avolumando um grande império de negócios que promoveram o desenvolvimento para vários estados, principalmente para Sergipe. Todos os sergipanos tem um pouco de Mamede Paes Mendonça em suas vidas, muitos o conheceram, outros até hoje estão ligados à ele, pois sua rede de supermercados gerou milhares de empregos e trouxe benefícios para a vida de toda a população Sergipana”, disse Laércio Oliveira.

Segundo José Andrade Mendonça, um dos filhos de Mamede, o trabalho realizado por seu pai marcou a história do comércio em todo o Brasil. Mendonça agradeceu a homenagem recebida à memória de seu pai.

“Seu Mamede é um exemplo. Seu legado deixado para os sergipanos, o fez um exemplo para todo o Brasil. Tudo conquistado por meio de muito trabalho. Os sergipanos homenageiam seu filho ilustre, pelo orgulho que ele trouxe a Sergipe. Fico muito feliz em comemorar essa data tão especial para a memória de Seu Mamede. Estou muito feliz em poder participar desse momento único, promovido pelo meu amigo Laércio e pela Federação do Comércio de Sergipe”, disse.

O empresário Albano Franco, lembrou dos encontros de negócios com o comerciante e da credibilidade que possuía em todo o país.

“Meu pai, Augusto Franco, dizia sempre para que eu aprendesse com Mamede que era um homem sério e honrado. Várias vezes fui à Bahia para vender produtos à empresa dele. Era um homem espetacular e por toda  a sua sabedoria e respeito, eu era valorizado quando dizia que era seu amigo”, comentou.

“Meu pai tinha uma visão incomum, era determinado e tudo que saia do seu coração era acompanhado por sue espírito progressista, com uma forte sensibilidade social. Gostei de ser seu funcionário porque aprendi muito, foi uma grande escola. Ele deixou Sergipe, mas tinha uma paixão total por esse Estado, por isso estou muito satisfeito de estar aqui”, afirmou José Augusto Andrade Mendonça, filho de Mamede Paes Mendonça.

Mamede Paes Mendonça foi um homem que saiu de uma família pobre de agricultores e conquistou o Brasil em um período no qual o empreendedorismo foi determinante para promover o desenvolvimento do país, Segundo Laércio.

O ícone do comércio brasileiro, que elevou Sergipe ao cenário nacional desde seu aporte na Bahia, quando criou o seu negócio, e de lá estendeu suas ações para outros estados, foi reverenciado por mais de 100 empresários, parentes e amigos, que estiveram presentes na solenidade. O empresário expandiu suas ações pelo país com as redes de supermercados Paes Mendonça, Chame-Chame, Politeama, Tupi, Unimar e Disco. Seu método de trabalho era buscar a venda no grande volume, com uma baixa margem de lucro, o que lhe levou à sua trajetória vitoriosa.

image_pdfimage_print